1 de julho de 2022
Colunistas Junia Turra

Os encantadores de burros

A esquerda fala manso, a mídia esquerdopata joga a informação errada, o Papa comuna Francisco Al-Lulah e a turma dele repetem a fórmula para atrair tolinhos.

Os miseráveis da África, os miseráveis do Brasil e os miseráveis do Haiti.

É a conversa fiada da miséria e do coitadismo.

O Partido Verde na Europa e, principalmente, na Alemanha é o partido radical de esquerda, estilo PSOL: grita, bate, queima carros, picha e no globalismo do Soros quer destruir a cultura greco-romana: queimar igrejas, museus… mas você não entende e cai na mesma esparrela do discurso esquerdopata: “Os miseraveizinhos, os bichinhos, o verdinho.

Aquecimento global: Mentira!

O maior problema ambiental do planeta é causado pela reprodução indiscriminada da espécie humana. A Europa tem o número correto, mas você foi bombardeado que os europeus não se reproduziam o suficiente.

Não se reproduzem como ratos e insetos.

Não é a Índia, nem a Indonésia e nem o Brasil que vive um caos de miséria e violência e que de 70 virou 200 em 4 décadas. O ser humano destrói o habitat das demais espécies e dos islâmicos. Eles ganham e você perde.

Israel e Palestina

A Alemanha comprou do Egito, no pós-guerra, o território que hoje é Israel. Os judeus transformaram aquele pedacinho de terra numa potência. Os alemães, e todos os europeus e toda a América, doaram milhões e milhões à Palestina de Yasser Arafat. Ele investiu em terrorismo e no crime organizado para destruir Israel. E comprou propriedades em Paris e pelo mundo. E a Palestina? É um lixo miserável. Investimento no terrorismo para destruir você também, burrinho.

Doações desviadas

Milhões foram doados ao movimento considerado o único popular autêntico do planeta; o MST. Pergunte ao João Pedro Stedile onde está o dinheiro que, por décadas, foi doado ao MST. Suficiente para dar terra à toda a América Latina e com produção ativa. É isso o que vemos? Não!

Injetaram dinheiro no grupo terrorista FARC, e no aparelhamento do crime organizado e em fortunas pessoais do MST, do PT, do PC do B e do PSDB.

Lembram da tal Bittencourt que foi salva das FARCs num resgate de militares brasileiros e anunciou que seria candidata à presidência da França? Pois é, acharam e resgataram sem querer dois reféns americanos. E eles contaram que a tal Bittencourt era um dos torturadores e líderes do grupo. Cadê a madame? Ninguém sabe, ninguém viu…

As tragédias do Japão e Haiti

Doações enviadas aos dois países. O Japão rapidamente se reergueu. E o Haiti? Ah, continua destruído e cheio de haitianos miseráveis ou miliciano no Brasil.

O Brasil doou milhões à ditadura bolivarianas e esquerdopatas da África e da América Latina.

Já se esqueceram dos dados do BNDES?

Começou com o gasoduto, a refinaria dada à Bolívia em contrato assinado pelo boca de godê duplo, FHC. Depois, Lula e Dilma. E Temer.

Mas, e a miséria na África? Lembrei-me da festa de casamento do filho de um ditador africano, parceiro do Lula. Foram distribuídos aos convidados 1.500 iPhones DE OURO! Outro governante africano, amigo da esquerda, é dono de propriedades caríssimas nos Champs Elisées, em Paris e tem envolvimento com o tráfico de armas, drogas, pedras preciosas e siderurgia. E tem brasileiro na parceria… adivinha?

A miséria no Brasil

Você trabalhou, pagou impostos e me diga o que aconteceu com o Brasil. Graças à esquerda, é o país onde se mata mais do que em todas as guerras. A esquerda enfiou drogas ilícitas e tarjas pretas, a imprensa te engana, a novela impõe a pauta de gênero ou trata do coitadismo no script globalista que idiotas vão engolir. Desliga esta TV.

A ONU, da miséria aos Direitos Humanos

A Organização das Nações Unidas, até hoje não resolveu? Não! Ao contrário, só aumentou a miséria e a violência contra as mulheres, crianças homossexuais, porque defendem islâmicos. E homossexuais, mulheres e animais são considerados seres imundos no islamismo.

Não doe!

Casos de animais morrendo, precisando de dinheiro?

Aquela pessoa que não tem dinheiro para pagar o material escolar do filho? Não doe em espécie, compre o material e diga para retirar na loja ou mande entregar. Se for animal, procure saber, fale com o veterinário, peça fotos, vídeos.

Cuidado, você é o bonzinho

Eles os estelionatários, os espertos que ganham em cima de você. Seja bom, não seja burro. Mas, burro, na verdade, é um animal inteligente que morde e dá coice. Liberte-se!

Resumo:

O dinheiro doado para combater as desigualdades dava para ter reconstruído o planeta inteiro com cidadania, educação, saúde, um teto e natureza preservada. Mas nunca estivemos tão miseráveis e ignorantes. E você aí, não dá água para o cachorrinho, mas chora o coitadismo que a Globo te mostra. E não boicota!

quem sabe, como ouvi de uma pesquisadora indiana da área de Química: descubram um gás que possa cobrir o planeta e salvar a beleza da arquitetura, da arte e dizimar a espécie esquerdopata humana e os burros encantados por eles.

A pergunta que fica:E foi-se a Notre Dame! e O Museu Nacional. A Notre Dame pode ser recuperada. Já o que se perdeu no Museu Nacional em pesquisa e catalogação única de espécies com um acerco espetacular, jamais será recuperado. E milhões foram doados para sua manutenção.

A confissão: eu já fui burra, mas desencantei!

author
Jornalista internacional, diretora de TV, atualmente atuando no exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.