Nós, os perplexos

Não demora e logo nos faltarão também até as palavras para definir esse momento, já que atos para o combater – não é nem mais que se esgotaram – tão…

Continuar Lendo

Avidez por alguma alegria

Uma, uminha, umazinha só. Qualquer porção de alegria, esse produto tão raro nos dias de hoje. Imploramos. A gente tenta, mas não passa um dia sem que alguma notícia esquisita…

Continuar Lendo

O terror, tocado para milhões de corações brasileiros

Distopia tropical. Não é de hoje. Estão tocando o terror aqui em nossa terra, e de uma forma tão intensa e nos atacando de todos os lados, que a gente…

Continuar Lendo

Querendo saber de você

Hoje estou aqui cheia de perguntas, querendo saber como você está, de verdade, vivendo, e, claro, antes de tudo, sobrevivendo, nessa pandemia que achamos que duraria pouco, mas já se…

Continuar Lendo

O que foi feito do coitado do plural?

Se letras matassem fome, se pudessem ser transformadas em alimentos, e fossem recolhidos todos os “S” esquecidos por aí com a maior normalidade, uma parte desse problema tão grave estaria…

Continuar Lendo

Em cartaz, o filme de nossas vidas

Onde? Filme rodando, diariamente, em branco e preto e colorido, em nossas cabeças, em horários especiais. Quando estamos sós, quando sabemos da morte de tantos, ou de mais um alguém…

Continuar Lendo

Brasil, hospício de todos?

Será um plano maligno para que todos fiquemos totalmente insanos, e que acabemos por cometer alguma loucura para salvar o país deste hospício? Porque não é possível que a gente…

Continuar Lendo

Soluços, prantos e os novos sentidos

Ocorre uma verdadeira revolução dos sentimentos, sentidos e da natureza humana. Os cinco sentidos mais conhecidos, paladar, olfato, visão, audição, tato, estão transtornados. Os prantos e os soluços pela perda…

Continuar Lendo

E o que ele é?

Um homem que nos desgoverna e ameaça, para o qual um punhado de expressões e adjetivos bem fortes para defini-lo ainda é muito pouco, nos inquieta e aprofunda a crise.…

Continuar Lendo

O buraco, blefes e as cartas embaralhadas

Sopraram uma ventania no castelo de cartas. Ele já estava bem desarrumado, é verdade. Mas agora nos vemos jogados em disputas que lembram bem os jogos mais tradicionais, começando pelo…

Continuar Lendo