12 de agosto de 2022
Ligia Cruz

Insulto de Natal

Imagem: Arquivo Google – ISTOÉ Independente

O sexteto do mal votou contra o Brasil. Há décadas o brasileiro vem clamando pela revogação das regalias de presidiários em datas comemorativas. As saidinhas são válidas até para parricidas e matricidas em dias dos pais e mães. Não há nada mais asqueroso e revoltante.
Agora, depois de a nata da classe política e comparsas abarrotarem os presídios, a maioria dos ministros do STF, com suprema generosidade, decidiu que os corruptos e ladrões do dinheiro público, podem passar o Natal com a família. Quanta bondade!
Jogaram o país no mais profundo lodaçal e a turminha bacanuda, top of mind, que ganha mais de 40 mil para trair o cidadão, se supera em cinismo.
Esse é o presente do inimigo declarado para todos nós.
Na virada deste ano, Temer, o vendido, usou a caneta apenas para livrar o próprio e comprido rabo de crimes contra a pátria. E vai sair ileso, mesmo que condenado, pela benevolência que acoberta os maus. Weber, Lewandowski, Moraes, Mello & Melo, Mendes e Toffoli, todos eles pagando pelas nomeações e favores.
O país está entranhado de criminosos em todos escalões, muitos dos quais ainda não foram revelados. Temos muito a ver ainda: 2019 promete fortes emoções.

Jornalista, editora e assessora de imprensa. Especializada em transporte, logística e administração de crises na comunicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.