Não chore pela Argentina, Bolsonaro!

A usina hidrelétrica de Itaipu – que como acabamos de descobrir, pagava o turismo de alguns ministros do STF – só saiu do papel nos anos 70, do século passado, num acordo entre Brasil, Paraguai e Argentina. À época, com militares conduzindo os três países, a Argentina morria de medo do Brasil inundar Buenos Aires, abrindo as comportas de Itaipu, transformando tudo num enorme Piscinão de Ramos.
Ainda dá tempo…
Por que me lembrei disso?
Porque, como provo a seguir, meu amigo, Walter Gatti, hackeou meu telefone.
Walter Navarro: – Fala, Walter Vermelho!
Walter Gatti: Fala, Verdewalter… kkkkkkkkkkkkkk.
WN: Vai tomar no cu, filho da puta, me inclui fora dessa, kkkkkkkkkkkkk.
WG: – Tudo bem? E a saúde? E a família? Quer umas conversas que grampeei do orelhão da PF em Curitiba?
WN: – Nem fudendo! Quer dizer, fudendo, talvez, kkkkkkkkkkkkkk.
WG: – Cê vai gostar, tem Adélio, Gleisi, Rosário…
WN: – Grande merda! Todo mundo já sabe que o Adélio esfaqueou o Celso Daniel… E a Gleisi, Rosário, Jandira, Manuela, que se fodam, kkkkkkkkkkkkk. Sozinhas! Não contem comigo…
WG: – Ah é? Vai desdenhando… Tem conversa com a Dilma também…
WN: – Lula conversando com Dilma? Você conseguiu entender? Kkkkkkkkkkkkkk.
WG: – Tenho tecla SAP, idiota! Tenho também tecla STF, OAB, PQP, VTnC………..kkkkkkkkkkkkk
WN: – Xará, cê merece um Nobel! Tá melhor que o Champollion, kkkkkkkkkkkkk.
WG: – Agora sério…
WN: – Diga!
WG: – Gravei o Lula com o Alberto Roberto Fernández…
WN: – O que é isso?
WG: – Porra, meu! O vagabundo que ganhou as primárias na Argentina… É da Esquerdalha, como diz o teu Bolsonaro….
WN: – Então, ele que se foda, kkkkkkkkkkkkkkk. O Fernández, claro.
WG: – Ah, é? Tenho o áudio do Lula mandando o Alberto Roberto chamar o Bolsonaro de racista, misógino e violento. Ensinou até como gritar “Lula Livre” em português!
WN: – Manda!
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Na Copa Libertadores de 2011, o Fluminense derrotou o Argentinos Juniors, na casa deles, por 4 X 2, com dois gols do Fred, no goleiro Navarro, kkkkkkkkkkkk. Eu mereço!
Fred é aquele que já jogou no Galo, na Seleção Brasileira e este ano será rebaixado, com o Cruzeiro.
Como nos bons e velhos tempos, o jogo acabou em “deliciosa” pancadaria entre argentinos e brasileiros, coisa que não vemos mais.
Dia 22 de abril de 2011, às 22h, comentando o jogo, na Internet, um tal Luís Soares, escreveu esta pérola: “Vocês já viram se na ‘Argentinha’ tem algum blog que trata sobre nosso futebol… É claro que não… Os caras não gostam de nós, vivem invadindo nossas praias fazendo o que querem, e quando infelizmente, vamos para aquele nojento país, somos maltratados. Não sabem perder… Por que essa idolatria por uma raça fútil e inútil que já deixou bem claro que não gosta de brasileiros? Um dia, algum jogador nosso vai morrer em campo em virtude dessa violência que sempre fazem quando nossos times jogam lá, ai eu quero ver o que vão fazer (…) Chega! Vamos tratar estes ‘argentinhos’ do jeito que eles nos tratam. Nossos governantes tinham que abrir as comportas de Itaipu, pra inundar aquela cidadezinha de merda, que de Bom Ar, não tem nada. E depois mandar só o BOPE lá, pra terminar o serviço”.
///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
Bom, voltando ao assunto, Bolsonaro provocou o Alberto Roberto, dizendo que a Esquerdalha da Argentina vai transformar o país numa Venezuela e que o Rio Grande do Sul vai virar uma Roraima, cheio de refugiados argentinos, caso os peronistas vençam o 1º turno, em 24 de outubro.
Alberto Roberto é pai da agora mais famosa Drag Queen da Argentina, Estanislao/Dihzy.
Até aí tudo bem. O que entrega Alberto Roberto é seu aniversário: 2 de abril. Ou seja, é duas vezes mais mentiroso que o 1º de abril!
Que falta de absurdo!
Que me perdoem os amigos do Facebook e colegas #arielpalacios e #gugachacra. O primeiro mora em Buenos Aires, o segundo é apaixonado pela capital portenha.
E eu, infelizmente não conheço Buenos Aires. Aliás, conheço nada na América do Sul. Morro de vergonha. Mal conheço o Brasil.
Mesmo assim, gosto muito da Argentina, dos argentinos e principalmente das argentinas, aquelas gostosas! Estas, podem se refugiar todas no meu “château”.
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Donald Trump e Eduardo Bolsonaro estão num jantar na Casa Branca… Um dos convidados aproxima-se e pergunta:
– Sobre o que conversam tão animadamente?
– Estamos fazendo planos para a terceira Guerra Mundial, responde Trump.
– Yesssssssssssssss! Exclama o convidado. E quais são esses planos?
– Vamos matar 14 milhões de argentinos e um dentista, completa Eduardo.
O convidado parece confuso e pergunta:
– “Um… dentista? Por que é que vão matar um dentista?”.
Eduardo Bolsonaro dá um tapa no topete do Trump e termina:
– Não te disse, Canalha? Ninguém vai perguntar pelos argentinos, passa o hambúrguer e o ketchup!
///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
Agora, sério mesmo. Eu e o PRESIDENTE Bolsonaro vamos chorar sim pela Argentina, caso a Esquerdalha vença.
Bolsonaro chamou os argentinos de “hermanos”.
Vou além. Quero até passar meu aniversário em Buenos Aires, dia 9 de outubro. Aproveito e consigo uns 58 milhões de votos pro Mané do Macri.
Afinal de “cuentas”, a Argentina é uma fábrica de talentos, como Jorge-Luis Borges, Maradona, Cortázar, Ricardo Darín e aquela delícia da Gabriela Sabatini.
ps: Na fronteira do Brasil com a Argentina a igreja mais próxima era do lado brasileiro, o que trazia muitos argentinos à missa.
Certa feita o padre diz:
– Irmãos, hoje vamos falar dos fariseus, aquele povo desgraçado, como esses argentinos que aqui estão.
Toda a congregação se alarmou, alvoroço total.
No outro domingo o padre começa a ladainha:
– Hoje iremos falar de Maria Madalena, aquela vagabunda, como essas argentinas que aqui estão.
Balbúrdia, gritos, vaias, ovos. Não ficou um argentino na igreja.
O prefeito da cidade, apavorado, conversa com o padre.
– Monsenhor! Misericórdia! Estamos na fronteira com a Argentina e o senhor está acabando com eles, temo uma revolta de peronistas canibais paraguaios.
– Talkey! Vou parar, disse o padre serelepe.
No outro domingo, citando a Santa Ceia no sermão, o vigário começa:
– Irmãos, hoje falarei da Santa Ceia.
O prefeito e a congregação ficam aliviados.
E pároco continua:
– Naquela noite, Jesus disse: – O meu traidor está aqui na mesa.
Ao que Pedro diz: – Mestre, por acaso sou eu?
– Não, não é você Pedro, diz Jesus.
João prossegue: – Amado Mestre, serei eu?
Jesus diz: – Não é você João.
Ouvindo os colegas perguntarem, Judas Iscariotes, assustado diz:
– Mestre, por acaso soy yo?
#itaipubinacional #itaipuinundaçaoargentina #itaipuinundabuenosaires #itaipustf #waltergattivermelho #verdevaldovermelho #adeliocelsodaniel #luladilmacuritiba #hackerlulacuritiba #albertoroberto #albertofrenandez #maradona
#borgesdarinsabatini #piadadeargentino #libertadoresfluminense #trumpeduardobolsonaro #bolsonaroracistamisoginoviolento

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *