26 de maio de 2022
Lucia Sweet

Bolsonaro + Moro

Foto: Arquivo Google – Revista Forum

Depois que o Presidente Bolsonaro venceu as eleições sem usar o fundo partidário e gastando R$ 1 milhão de reais — Dilma gastou R$ 1 BILHÃO — sem tempo na televisão (todos não são iguais perante a Lei?); com a imprensa e o establishment atacando a sua candidatura e, para isso, a sua pessoa, sem tréguas; e sofrendo um atentado que não o matou por um milagre, minha preocupação maior sempre foi o STF bolivariano.
Finalmente a Lava Jato chegou ao Supremo. O que estamos vendo é um conluio de criminosos que ainda não foram presos mas que, afundados na areia movediça da corrupção , estão com apenas a cabeça de fora. E o que fazem? A cada movimento desesperado, afundam mais um pouco. O Poder Executivo é uma ilha, cercada de tubarões por todos os lados. Só gente poderosa abrindo as mandíbulas.
Observo tudo, quase sem respirar, ao observar um golpe atrás do outro na Constituição e no Estado de Direito.
Por isso, como não sei o que vai acontecer, calo-me. Não sou pitonisa nem faço profecias. Mas tenho fé inabalável no governo e no Ministro Sérgio Moro, um maestro que rege a Justiça e a Segurança Pública, duramente atacadas pelas organizações criminosas ameaçadas, depois de décadas de impunidade. O Ministro conseguiu prender o mais poderoso corrupto do Planeta, em plena era lulopetista, usando leis imperfeitas, que protegem criminosos. Não me esqueço disso.
E aproveito para reler o Eclesiastes 3:1-9
“Há um tempo determinado para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer;
Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar;
tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir;
Tempo de lamentar, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras;
Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder;
Tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser;
Tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar;
Tempo de guerra, e tempo de paz”.

author
Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.