Verdades e mentiras


O banqueiro André Esteves assumiu , em fevereiro deste ano, o controle da editora Abril, que publica a Veja. A revista , em guinada de 90 graus, abandona os fatos e as notícias e parte para a “narrativa” do intercePT, um site sem credibilidade e receptador de grave crime contra instituições brasileiras. A matéria de capa desta semana são mensagens adulteradas e ataques sem provas legais ao Ministro Sergio Moro, procuradores e a operação Lava Jato.
O intercePT está registrado em nome de Leandro Demori, filiado ao PSOL. O autor da matéria, Glenn Greenwald, conhecido como Verdevaldo, exige respeito como jornalista por ter recebido em 2014 um prêmio Pulitzer que nunca recebeu, pela publicação de informações roubadas por Edward Snowden, que trabalhou na CIA , hoje asilado na Rússia e procurado pelos Estados Unidos. Essas informações eram verídicas, e não foram obtidas por supostas invasões criminosas de hackers. Dois jornais, The Washington Post e The Guardian US, publicaram as informações e receberam o Pulitzer na categoria de “public service”, ou seja , pela decisão de publicarem as matérias. O Boston Globem recebeu o prêmio por equipe sobre o atentado terrorista da Maratona de Boston, e outros jornalistas receberam o prêmios por diversas matérias relevantes.
Ou seja, o prêmio Pulitzer do Verdevaldo é tão fake como o diploma falso da professora e química Joana D’Arc Félix de Sousa, do Movimento Negro de esquerda, para comprovar o suposto pós-doutorado em Harvard. O Estadão também verificou que ela não ingressou na faculdade aos 14 anos ”como havia declarado em entrevistas e palestras, e sim aos 19 anos”.
A falta de credibilidade das mensagens roubadas pode ser verificada na matéria ”Moro viola sempre o sistema acusatório”, que citava a data errada de um diálogo (1 de novembro de 2019, e não 2018 como era o correto). Ou seja, o diálogo ainda ocorrerá, no futuro. Mencionava ainda que a procuradora Monique Checker trabalhava na grande São Paulo, quando na verdade ela atua em Petrópolis, no Rio. Segundo o El Pais, há também o erro do nome do procurador [Ângelo Goulart Vilella em vez de Ângelo Augusto Costa]. Ou seja, não dá para acreditar na veracidade das mensagens que foram claramente editadas.
Clique no link em que Leandro Demori, jornalista do The Intercept é gravado por Oswaldo Eustáquio assumindo a adulteração das supostas conversas da Lava Jato.
— Link da gravação https://youtu.be/5gp4fS9i9YU
— Link da matéria do Jornal da Cidade https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/15297/jornalistas-de-the-intercept-sao-gravados-assumindo-a-adulteracao-diz-site-veja-o-video
Mas voltemos a Andre Esteves e Palocci
Palocci cita André Esteves , do BTG Pactual, em delação premiada , como “o banqueiro de Lula”, tendo atuado em operações para abastecer os cofres do PT e em pagamentos diretamente a lula. (O irmão de Eduardo Paes , ex-prefeito do Rio, é sócio de André Esteves no banco).
Segundo a revista Exame, o BTG Pactual também seria sócio do UOL, site de notícias da internet do grupo Folha. E eu recebi, recentemente , um e-mail do Estadão oferecendo a revista Veja de graça em troca de uma assinatura do jornal, depois da compra do controle da Abril. Coincidências não existem.
Andre Esteves , para sabermos um pouco mais sobre ele, apoia instituições como a Universidade de São Paulo (USP), o Museu de Arte de São Paulo, o Hospital do Câncer de Barretos, a Conservation International e faz doações a Harvard Business School, permitindo a renovação da residência usada por muitos estudantes estrangeiros, especialmente brasileiros, que fazem sistematicamente oposição ferrenha ao novo governo de Jair Bolsonaro. [Fonte: Suno Research].
Em 2015 Andre Esteves chegou a ser preso sob suspeita de tentar comprar o silêncio do ex- diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, segundo afirmou Delcidio Amaral. Foi absolvido em julho de 2018. Antes de ser absolvido, foi solto por Teori Zavascki.
Teori Zavascki veio a morrer pouco depois na queda de um avião , junto com Carlos Alberto Filgueiras, o piloto e duas outras pessoas. O avião que transportava Teori, um Beechcraft King Air C90GT, estava registrado na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em nome da empresa Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras.
Carlos Alberto Filgueiras, era proprietário do avião e dono do Grupo Emiliano. Filgueiras e Teori Zavascki eram amigos próximos. A Forte Mar Empreendimentos e Participações, uma das empresas de Filgueiras, tem 90% de seu capital social em nome do Development Fund Warehouse, um fundo de investimentos do BTG Pactual. Os outros 10% são de Filgueiras. Daí a imprensa dizer na época que Filgueiras era sócio do BTG Pactual.
No entanto, segundo matéria publicada no “Último Segundo – iG“ , em 23/1/17, “o BTG Pactual negou a informação , ressaltando que era sócia de Filgueiras apenas nesse fundo de investimentos, da qual o grupo hoteleiro Emiliano não faz parte.
A assessoria do banco esclareceu ao IG que o Hotel Emiliano tem sua sede no Rio num prédio construído pela Forte Mar (e, portanto, o fundo de investimentos têm 90% da propriedade). “Desse modo, o grupo hoteleiro acaba alugando o edifício para seu funcionamento, mesmo que o proprietário seja o mesmo”, segundo a assessoria.
Em 5 de dezembro de 2018, o STF arquiva investigação sobre André Esteves com os votos dos ministros Marco Aurelio, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Cármen Lúcia votaram contra o arquivamento. Andre Esteves volta a ser o controlador do BTG e de lá para cá o valor de mercado do banco dobrou.
Segundo o Globo, a investigação arquivada fez parte do processo que ficou conhecido como “Quadrilhão do MDB“, que condenou Sergio Cabral a bem mais de cem anos de prisão.
As acusações contra o banqueiro vem sendo sistematicamente arquivadas pela Justiça. Ou ele é absolvido. Andre Esteves, porém, teria tudo a perder com as investigações ainda em curso contra ele pela Lava Jato.
Só para lembrar, em 2013 , Esteves comprou a metade da Petroafrica, na bacia das almas. Foi acusado por Cerveró e Youssef de ter pago R$ 6 milhões de propina a Fernando Collor referente a essa compra.
Também segundo a Folha, em matéria de maio de 2019, Palocci afirmou que “Andre Esteves deu R$ 5 milhões à campanha de Dilma em 2010 para tornar-se o banqueiro do pré-sal.“
Hoje, em matéria publicada pelo Correio Brasiliense, o Ministro Sergio Moro atribui o vazamento de mensagens da força-tarefa da Lava-Jato a um revanchismo combinado com a tentativa de anular condenações e impedir novas investigações. “Muita gente teve os interesses contrariados, pessoas poderosas que se envolveram em corrupção”.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *