9 de agosto de 2022
Colunistas Junia Turra

A evolução das mulheres desde os primórdios até 10 mil e 246 anos antes de Cristo

Cadê as Feminazi???

Pergunta que não quer calar: tarefas eram divididas entre homens, mulheres e crianças.

Não tinha filho no colo da mamãe, nem mamãe como a deusa do babado e nem homem como o espancador machista.

Mulher feminazi?

Brigando por macho ou querendo mudar o perfil da beleza porque é gorda, se sente feia e mal amada? Me poupe.

Cadê a discriminação racial? Mas essa tribo é essa e aquela é aquela, pode ser?

Então, vir com papo de politicamente correto? Menos.

Se invadir a minha área, vai pra panela.

Vendo fotos das universidades federais, as feminazis achando que estão arrasando com tetinhas e bucetonas à mostra. Ou posando pra causar na Net. Nunca passearam pela história da arte. Que falta faz uma boa Escola e uma cultura que abra o leque do conhecimento faz.

Feminazis ao contrário das antepassadas, doidinhas pra ter uma casa, empregada ou sogra que arrume tudo, tempo pra fazer nada, só pra causar com o cartão de crédito e as responsabilidades para o macho.

Uma coisa é certa, Adão deve ter comido a cobra pra nascer tanta jabiraca… Mas… nas paradas de Virgilio: ” EMPUS FUGIT IRREPARABILE” ( o tempo passado (perdido) não se recupera.

Vamos recomeçar: se cagar na rua vai limpar, dona!

https://web.facebook.com/806219559/videos/10157156786334560/

author
Jornalista internacional, diretora de TV, atualmente atuando no exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.