O Rio de Janeiro continua lindo no meu coração

O Cristo Redentor iluminado estende os seus braços generosos no céu estrelado para a cidade maravilhosa, que foi sede das Olimpíadas e da Copa do Mundo de Futebol.

No romance policial de ação e de suspense “A BESTA DE PASADENA” é narrado o envolvimento do esquema de compra de votos no Comitê Olímpico Internacional (COI):

“– Todos sabem que foi fraudulenta a eleição para sediar as Olimpíadas em 2016 no Rio de Janeiro. A delegação americana pretendia denunciar a corrupção, mas o Presidente Obama não deixou. Ficou indignado. Levou toda a comitiva de volta para Washington no Number 1, sem assistir ao momento em que a cidade do Rio foi escolhida .

– Não é possível! Sempre achei que a cidade foi eleita pelos seus méritos, suas maravilhosas praias, suas belas mulheres e pela hospitalidade. Que decepção!”

Será que a eleição da cidade, envolta em lendas, foi fraudulenta?

Nos idos de 1979, previa-se uma “era de ouro”, após a conclusão da Fusão do Estado da Guanabara com o Estado do Rio de Janeiro, pela quantidade de obras urbanas na capital.

Haveria um novo renascimento com a volta das eleições estaduais e municipais. Não haveria outra nomeação federal, nem outro interventor militar na Chefia do Estado.

A LAVA JATO provou que os gestores eleitos trouxeram os eventos internacionais para o Rio, sob a mais escandalosa corrupção, iniciada com a eleição do Rio e depois com a implantação das arenas olímpicas, hoje completamente abandonadas ao relento.

Os Governadores eleitos foram também denunciados por desvio de verbas, impedindo a expansão da rede de saúde, essencial no enfrentamento da pandemia mundial da Covid-19.

É inacreditável que 5 ex-governadores eleitos no RJ, já foram presos. Todos respondem em liberdade, exceto Cabral, réu confesso, condenado a penas que chegam a 302 anos de prisão.

O sexto Governador é  Wilson Witzel, ex-juiz. Foi afastado do cargo por um “vasto acervo de provas” de corrupção, agravando o precário atendimento hospitalar. Sua prisão só depende do Supremo.

Hoje, ninguém sabe como o RJ poderá sobreviver diante do colapso do sistema de saúde, da falta de segurança pública e sem desenvolvimento socioeconômico.

Com os Lockdowns e com os #usemáscaras, vive-se no Rio a trágica realidade do asfixiante desemprego, da crescente pobreza nas comunidades, dos sem-teto mendigando nas ruas e do comércio de portas fechadas, diante da ameaça do vírus letal causar mais óbitos.

A culpa maior do estado de calamidade publicado RJ recaí no viciado processo eleitoral, dominado por antigas coligações partidárias, que se enraizaram no poder.

Manipulam as eleições com candidatos de seus currais eleitorais, que se acostumaram a vencer antes do resultado das urnas.

Os eleitos perpetuam a corrupção dos esquemas implantados pelas velhas raposas.

O vigente processo eleitoral transformou o Estado do RJ em vergonha nacional.

É hora de as redes sociais se mobilizarem, irem às ruas em salvação do NOSSO Estado, devastado pela gradual degradação política e econômica e pela desfiguração de sua capital, ainda abençoada pela natureza e pelo Cristo Redentor.

O Rio de Janeiro continua lindo no meu coração, cheio de esperança, acreditando em mudanças radicais pelo VOTO.

Só depende de NÓS!

Merecemos viver em paz e com saúde na cidade maravilhosa.

Que o Cristo Redentor ilumine o caminho da fé do eleitor fluminense de voltar a ser feliz.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *