Milícia para quem precisa de Milícia


As milícias no Rio de Janeiro existem há quanto tempo? 20, 30 anos?
Mas, para a Globo, aparentemente, elas existem há apenas três meses e, claro, são uma invenção da família Bolsonaro.
Há pouco, ouvi na Globonews, a crítica do dia. A crítica da hora era sobre os fiscais das milícias que fiscalizam os fiscais oficiais das vans clandestinas.
Para a apresentadora do Estúdioi, Maria Beltrão, sempre falsa, “simpática”, “descontraída”, “informal” e histérica, é um absurdo a existência destes “fiscais dos fiscais”.
Vejam como funciona a desinformação e a deturpação da notícia; como o Brasil encara o absurdo com a passividade de sempre.
Para a Globo e seus correligionários, os problemas não vêm da vans ilegais, mas das milícias.
A pergunta que foi calada é: “Por que, não só no Rio, mas em toda grande cidade brasileira, existem vans ilegais?”.
Este é o problema verdadeiro, o pecado original.
Respondo: as vans ilegais ou legais existem porque o transporte público no Brasil, quando funciona, é de quinta categoria; são navios negreiros, transportes de carga; duas coisas inomináveis.
Acontece que no Brasil, ninguém se revolta contra estes escândalos. São tão frequentes que o cidadão acaba achando normal; acha normal madrugar em filas enormes, se locomover em pé e em latas de sardinha, levar três, quatro horas para ir e voltar do trabalho, num misto quente de ônibus, metrô, trens. Já vi mais conforto nas prisões da Coreia do Norte…
Chama o Meirelles! Semana passada, “segundo ‘O Globo’, “o secretário da Fazenda de São Paulo, Henrique Meirelles, pediu ao governador João Doria que lhe providenciasse um helicóptero para levá-lo ao trabalho e em agendas profissionais. A justificativa era o trânsito”. Doria deu-lhe uma banana, não sei se ouro ou caturra.
Por que surgiram as milícias como, bem antes, existiu o Esquadrão da Morte?
A própria Maria Beltrão, num ato falho, lembrou que, onde falta a posição, a presença, o serviço, a obrigação do Estado… Estado inaugurado há três meses, evidentemente.
Ninguém precisa de grandes estudos, para saber por que o Uber deu tão certo no Brasil.
Por que somos obrigados a desembolsar fortunas em milhões de farmácias, com a Unimed e/ou outros planos de Saúde?
Por que tantas escolas e universidades particulares?
Por que tanta segurança particular, guarda-costas, carros blindados, condomínios fechados?
Por que tantos brasileiros, ricos e nem tão ricos, cantando “Bye-bye Brasil”?
Por que caçamos com “gatonet” e não com cachorro?
PS: nem sempre o óbvio é tão uLULAnte.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *