A Escolinha do Professor Raimundo explica: Contingenciar


A Massa Ignara, a Massa de Manobra; Idiotas Úteis e Inúteis; Professores e Alunos com Marca de Sorvete na Testa; Marcianos de Plantão em Plutão; Esquerda Caviar & Aloprados; Bandidos & Vagabundas; Órfãos de Marielle e Babacas que não Sabem que Lula está Preso; suplicam-me a explicar o que é contingenciamento.
Para começar, contingenciar não é cortar.
Não riam, “please”, mas, corte é o que o Lula disse muito antes de ser preso, em 2005, no IV Fórum Global de Combate à Corrupção, em Brasília: “Tenho nos meus ombros responsabilidades que vão mais além da preservação das instituições. (…) Tenho, ademais, uma biografia a preservar, um patrimônio moral, uma história de décadas em defesa da ética na política. Por isso, não iremos acobertar ninguém, seja quem quer que seja que esteja envolvido”, afirmou o presidente.
“Cortaremos na própria carne se necessário’” disse, após citar a demissão da diretoria da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e do Brasil Resseguros (IRB) como exemplos da seriedade com que o governo vê o combate à corrupção. Toda esta tertúlia cometeu o paladino da Justiça contra a corrupção, 13 anos – 13… PT – antes de ser preso por mil corrupções.
Agora sim, podem gargalhar com Lula no IV Fórum Global de Combate à Corrupção, em Brasília.
E olha que de corte, Lula entende, principalmente de churrasco, excetuando a maminha, para não matar a galinha dos ovos de ouro e dólares.
Pensando bem, nem de churrasco Lula entende, só sabe comer e babar gordura. Lula tinha um churrasqueiro oficial, lembram? Não? Então leiam essa de 2008.
“A CPI das ONGs ouviu nesta quarta-feira, 5, o depoimento do ex-diretor da Unitrabalho, Jorge Lorenzetti, que também ficou conhecido como churrasqueiro do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no episódio de compra de um dossiê contra os tucanos. Ele é um dos envolvidos no escândalo da compra de dossiê, por R$ 1,7 milhão, com supostas denúncias contra candidatos tucanos nas eleições de 2006”.
2008! 10 anos antes de ser preso! Conclusão, Lula só não foi encarcerado em seu primeiro ano de governo (sic), 2003, porque comprou, com o Mensalão, até a oposição. Oposição de plástico para inglês ver.
Mas voltemos ao Professor Raimundo Nonato que, como a Folha e o Google, explica: “Contingenciar – verbo – Economia – transitivo direto: controlar (despesas) do orçamento governamental para evitar desequilíbrio financeiro no decorrer de um exercício”.
Entenderam? Querem exemplos?
“Contingência é, EM PRIMEIRO LUGAR, algo que PODE ACONTECER NO FUTURO. Assim, uma medida contingencial é medida que tem por finalidade ser usada SE efetivamente surgir uma possível situação futura. Mas contingência pode significar, também, cota, parcela, parte, quinhão. Nessa acepção, serve de base para a formação do verbo CONTINGENCIAR, que significa, então, o ato de IMPOR LIMITES E REGRAS EM RELAÇÃO AO USO DE ORÇAMENTO, VERBAS OU RECURSOS. É a essa noção que se liga o substantivo CONTINGENCIAMENTO.
“É bem de ver que o Governo Federal, vivenciando situação parecida, optou por contingenciar 50 bilhões de reais do orçamento da União, decisão que também implica redução nas transferências para o Estado e municípios do Tocantins.”
(Retirado da nota à imprensa publicada pelo Governo do Estado do Tocantins, referente à Lei de Diretrizes Orçamentária para o ano de 2011)
Enfim, Contingenciar não é revirar as contas do Flávio Bolsonaro em busca do Queiroz perdido.
Não é, muito menos, motivo para urrar Lula Livre e abaixo a Reforma da Previdência.
Não é o FIM DO MUNDO. FIM DO MUNDO é outra coisa. FIM DO MUNDO e fim da picada foi aonde os portugueses chegaram em 1500. Aonde chegamos de 1985 a 2018.
Outro exemplo. No romance e na novela “Gabriela Cravo e Canela”, de Jorge Amado, tem a personagem Maria Machadão, cafetina no puteiro Bataclan que poderia muito bem chamar-se Brasil. Mesmo porque, Bataclan (1864) é aquela casa de shows/teatro em Paris, onde vi a Marisa Monte pela primeira e única vez e, mais de 20 anos depois, em novembro de 2015, terroristas fuzilaram 180 pessoas.
Bataclan vem de um opereta famosa, do mais famoso compositor de operetas da França, Jacques Offenbach, “Ba-Ta-Clan”. Dá-lhe, Raimundo Nonato!
Digamos então que Maria Machadão, na crise, resolve contingenciar o orçamento de sua Câmara de Tolerância. O que ela deveria fazer? Cortar gastos, nunca!
Mas, controlar o exagero, o desperdício de suas meninas – marafonas do PT, do PSOL, estudantes de vida fácil e Filosofia, entre outros espécimes da minoria mais maioria – com papel higiênico, KY, bidê, e exames de DST.
Entenderam ou tenho que chamar o Paulo Guedes no Posto Ipiranga?
PS: 1069 perdões à todas as prostitutas do Brasil que ganham a vida com dinheiro não lavado, mas suado, lubrificado; honestamente, e não com bolsas do governo ou salários de algumas deputadas e senadoras.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *