Taças de Vinho – Como segurar corretamente (*)


Nada chama mais a atenção do que uma taça de vinho sendo empunhada de forma incomum. Seja onde for: em casa, num restaurante, numa degustação ou mesmo num piquenique.
O rito de provar um vinho já foi assunto de colunas anteriores e sempre é mencionado, ‘em passant’, vez ou outra. Embora não exista uma forma correta e definitiva para segurar uma taça, adotar uma das formas que serão sugeridas, a seguir, facilita realizar as etapas de aerar, observar a cor, perceber os aromas e degustar.
Taças com hastes, em diversos formatos e tamanhos, são as mais usadas. A função da haste é permitir que a taça seja segurada sem aquecer o vinho.
Na próxima foto demonstramos a Forma Clássica, ou Universal:

Não é a mais confortável para quem precisa ficar com a taça na mão por longo período. Permite um ótimo controle de movimentos, principalmente o de girar.
A seguir, uma variante, mais fácil e com maior apoio:

Parte dos dedos estão sob a taça, fornecendo uma melhor condição de equilíbrio e firmeza. Exige um pouco mais de destreza para girar a taça.
Taças menores não são um problema, basta adaptar. Apresentamos duas opções para segurar uma taça do tipo ISO, padrão em degustações profissionais:


Esta última requer alguma prática. É ousada e moderna. Recomendamos para taças pequenas.
Tanto a empunhadura clássica como qualquer de suas variantes podem ser usadas para os espumantes:

As duas imagens seguintes demonstram o uso das taças sem hastes, design mais recente e bem popular em países de clima mais frio. Simplesmente segure pelo bojo:

Esta outra forma é aceitável, mas implica em manchar as bordas da taça, o que, para alguns puristas, prejudica a correta avaliação do vinho:

Para encerrar, um pouco de etiqueta:

Segurar pelo bojo é deselegante, estranho e quase sempre desnecessário. Só é justificável se o vinho servido estiver muito frio. Neste caso, pode-se utilizar ambas as mãos.
Infelizmente, esta postura pode sugerir outras interpretações, por exemplo, que o vinho servido não está sendo apreciado. Pense nisto.
Algumas regrinhas, muito úteis e pouco difundidas devem ser observadas numa degustação:

– Para apreciar os aromas, o nariz deve estar dentro da taça;
– Procure usar sempre o mesmo ponto da taça onde começou a degustar;
– Ao beber, olhe para o vinho;
– Descanse a taça sempre que possível, seja na palma de sua mão ou sobre uma superfície de apoio.
Saúde e bons vinhos!

Vinho da Semana: um belo rosado italiano, em oferta nesta semana.
Angelis Rosato I.G.T Marche 2017 – $
Produzido com as uvas Montepulciano e Sangiovese, apresenta cor rosa claro vibrante, com bouquet harmonioso e elegante, onde se destacam toques florais e frutos vermelhos. No paladar encontramos notas de frutas vermelhas. É equilibrado e intenso. Um rosado extraordinário!
Harmonização: peixões e frutos do mar assados ou cozidos (moqueca); Quiche de cebola e anchovas ou de atum e azeitonas; Paella; Massas – alho e óleo; pesto; al burro.
Compre aqui: www.vinhosite.com.br
(*) Fotos por Tomás Pinheiro
 
 

 
 
 
 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *