25 de julho de 2024
Uncategorized

Gloria a Deuxxxx, finalmente, alguém surge na face da Terra pra me libertar!


Comecei a trabalhar hoje às 3h da madruga. Ainda tenho duas atividades profissionais, depois arrumar a mala, material de trabalho, checar grana, documento e às 4hs #partiuBrasillia. Lamento, essa é a única “resistência” que eu conheço.
Eu ia dar uma descansada, ver bobagem e me distrair. Preparar o segundo tempo, e dei de cara com essa manifestação explícita de idiotia em grupo.
Aposto que o texto veio da pena do Zé Dirceu. Só um idiota como ele chegaria a tanto. A moça em questão não consegue formar sozinha uma frase com cinco palavras. Mas é fofa. Voltou pro Brasil ou continua morando em Miami, para onde ela foi C&A para a baderna que seu amo e senhor proporcionou a todos nós?
Bom é mulher de grelo duro, de porrada na cara (e todo mundo fazia a egípcia fingindo que não sabia). Bom é assistir o amo e senhor humilhar as companheiras, e dar aquele risinho amarelo, fingindo que ele pode tudo. Afinal… Afinal, roubou pra cacete. Tanto, mas tanto, que é impossível mensurar. A gente só sente na pele.
Será que ela levou algum travesti espancado pra Miami, pra cuidar, pra apoiar, pra dar força? Porque aqui, no Brasil, mata-se mais travestis do que em qualquer lugar do mundo. E não começou com a campanha do Bolsonaro. Ou eu tô viajando?
Além da performance mais patética dos últimos anos da TV, foi curioso assistir a cara dos “cumpanheiro de luta”, estilo seguidores do reverendo Moon. Abobados, patéticos e bizarros.
O puteiro montado e mantido pelo Palocci, que depois tentou tungar um porteiro era bacana.
Nunca vi uma manifestação nessa linha contra os R$ 50 bilhões de rombo na Petrobras. Nunca vi uma palavra de solidariedade aos milhões de desempregados. Tampouco das manifestações de imbecilidades da presidente, que louvava mandiocas e estocava vento. Eram tão bonitinhas aquelas manifestações de burrice explícitas! Gente como agente. Como vocês, bobos da corte.
Soldadinhos nivelados pela mesma régua. Um bando de ignorantes que por algum sopro do destino (desculpe, não venha me falar sobre talento) ascenderam socialmente e encontraram no partido dos trabalhadores seu mais fiel representante.
Misoginia, não. Roubo, patrulha e assassinatos, sim. Pessoas morrendo em corredores de hospitais públicos, sim. Lula preso, não. Portadores de câncer sem remédio, estradas assassinas por onde eles jamais passarão, porque só andam de jatinhos, sim. Voo de carreira, não.
Não lamento mais esse tipo de personagem. Acho que o mundo precisa deles também. Até pra sentirmos quanto evoluímos em termos de cidadania. Queiram ou não, temos o direito sagrado de escolha. Até de errar. Mas também de não compactuarmos com o mais alto grau de banditismo e criminalidade.
Chupa essa manga e volta pra Miami.
https://www.facebook.com/direitasaopaulooficial/videos/347526936009307/

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *