20 de abril de 2024
Uncategorized

O veto à propaganda


Hoje poderia ser um dia normal. Calaram o psicopata e ele deve voltar à sua insignificância. Mas tudo indica que há um revezamento tácito na família: um para e o outro continua, como naquelas corridas de passar o bastão.
Por que cazzo um presidente tem o direito de mandar suspender uma campanha publicitária? Ele não gostou? Eu também não, mas até aí morreu neves. Só pra lembrar, o governo não é dono do BB, talkey?
Filminho fraco, como têm sido 99% dos filmes comerciais, num país que já disputou a supremacia criativa com EUA e Inglaterra.

Tão fraco, que eu já tinha visto e nem me tocado que aquilo era do BB. Isso deve ter acontecido com milhões de pessoas que assistiram. Portanto, nada a ver com a drag que eles entucharam para conotar diversidade.
Clovis Calia e sua trupe fazem muita falta, né mesmo Ronald Assumpção? Chegaram a fazer um filme primoroso, uma obra de arte, para o mesmo cliente, há alguns anos.
Será que tá faltando serviço no Planalto?
Falta foco, fé e sobra foda-se com o país.

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *