Windows 11: Microsoft inclui alerta em instalação de dispositivos incompatíveis

Após o lançamento oficial do Windows 11, nesta terça-feira (05/10), a Microsoft incluiu um aviso aconselhando usuários que não possuem dispositivos compatíveis a permanecerem no Windows 10. O alerta é exibido em uma tela que antecede a instalação do novo sistema operacional.

O Windows 11 requer processadores de 8ª geração ou mais recentes da Intel e Zen 2 ou mais recentes da AMD, ambos compatíveis com a tecnologia TPM 2.0 que garante protocolos de segurança para autenticações do sistema. De acordo com a Microsoft, máquinas que não possuem tais recursos também podem instalá-lo, mas não receberão suporte ou atualizações de segurança, além de serem mais suscetíveis a bugs.

O anúncio da MS expressa: “seu dispositivo pode apresentar mau funcionamento devido a esses problemas de compatibilidade ou outros (…) dispositivos que não atendem a esses requisitos de sistema não terão mais garantia de receber atualizações, incluindo, mas não se limitando, a atualizações de segurança”.

Microsoft inclui alerta de compatibilidade para instalação do Windows 11. Imagem: Microsoft

Dispositivos sem TPM 2.0 estão mais suscetíveis a tela azul

De acordo com a Microsoft, máquinas que não atendem aos requisitos mínimos do Windows 11 possuem 43% a mais de chances de sofrerem com travamentos, além de um aumento considerativo na incidência da Tela Azul, tradicional alerta do Windows para erros graves.

Requisitos mínimos

Além da compatibilidade de processadores, a Microsoft também recomenda a seguinte configuração para dispositivos aceitarem o Windows 11:

Processador de 1 GHz com dois núcleos
4 GB de RAM
64 GB de memória disponível
UEFI, compatível com Inicialização Segura
TPM 2.0 habilitado
GPU compatível com DirectX 12 ou posterior com driver WDDM 2.0
Tela de 720p com 9 polegadas

Caso você não saiba a configuração do seu computador, a Microsoft oferece uma diagnóstico de compatibilidade na página oficial do Windows 11. Basta acessá-la e seguir os passos para instalação do app de de verificação de saúde do PC.

Fonte: Olhar Digital, por Por Fábio Devito, editado por André Lucena.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *