“Salve-se quem puder“ deveria ser o nome da nova fase da Lava Jato


Qual o real motivo da anulação da condenação de Aldemir Bendine pela 2ª turma do STF bolivariano, o real risco ao estado democrático de direito brasileiro?
Quem votou para cometer essa aberração jurídica de aceitar a tese da defesa que não tem previsão legal ou figura em Juízo? Sim, Gilmar Mendes, Lewan e Cármen Lucia. Fachin foi o único voto contra, pois Celso de Mello está sob licença médica.
O que teria feito Cármen Lucia sair do armário? Se bem que todos se lembram que, ao tomar posse como presidente do STF, a ministra convidou Lula, já réu. Isso não configuraria falta de decoro? E teve Caetano Veloso dando canja.
Ao que tudo indica, com a delação de Palocci, inexplicavelmente negada por Deltan Dallagnol e aceita pela PF, a Lava Jato chegou finalmente e com força ao Judiciário e às falcatruas inimagináveis cometidas por Dilma Rousseff e seu entorno, como José Eduardo Cardozo, Graça Foster, para citar alguns. Sem falar no banqueiro de Lula, André Esteves, do BTG Pactual. Tudo junto e misturado. Falou em Lula, implicou a Dilma. Dilma tem uma blindagem muito forte. lula está preso e ela está livre, leve e solta. Por que será? Não faz sentido. Pelo menos para mim.
Dizem que não se pode puxar apenas o rabo do gato. Puxando o rabo vem o resto do gato junto.
Bendine, ex-presidente do BB, substituiu Graça Foster na presidência da Petrobras. “Durante sua gestão, as despesas de juros subiram de R$ 18 bilhões por ano para quase R$ 30 bilhões, além de entregar os maiores prejuízos da história da Petrobras”. [fonte: Wikipedia]
Bendine também alcançou grande notoriedade na época de seu comentado caso com Val Marchiori, um de seus grandes escândalos. Segundo a Folha, “Com a ajuda do banco, a socialite [?] e apresentadora de TV Val Marchiori conseguiu financiar seu Porsche Cayenne S, modelo 2014, com que ela circulava pelas ruas dos Jardins paulistanos.
Nesta quinta, ao comentar a prisão, Val chamou de “notícias falsas” as informações sobre ter sido beneficiada pelo ex-presidente do BB e disse que as acusações são levianas.
Em 2015, a Folha revelou que a instituição driblou regras internas para financiar à socialite R$ 2,79 milhões, subsidiados pelo governo a juros de 4% ao ano. O financiamento integrava uma linha de crédito para caminhões, e destinava-se à Torke Empreendimentos, transportadora registrada em nome da socialite.
_______________________
Leia trecho da sentença de Sergio Moro anulada escandalosamente pela 2ª turma e publicada por O Antagonista:
Moro rejeitou a tese por absoluta falta de “previsão legal, forma ou figura em Juízo”.
“O acusado colaborador não se despe de sua condição de acusado no processo. Apenas optou, com legitimidade, por defender-se com a pretensão de colaborar com a Justiça. Acolher o requerimento da Defesa de Aldemir Bendine seria o equivalente a estabelecer uma hierarquia entre os acusados, distinguindo-os entre colaboradores e não colaboradores, com a concessão de privilégios aos últimos por não terem colaborado.”
E ainda: “A lei estabelece prazo comum para a apresentação de alegações finais, ainda que as defesas não sejam convergentes e não cabe à Justiça estabelecer hierarquia entre acusados, todos com igual proteção da lei. Assim, indefiro o pedido por manifesta contrariedade à lei.”

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *