4 de julho de 2022
Colunistas Lucia Sweet

A “in-Justiça” Brasileira

Foto: Google ImagensJota

A in-Justiça brasileira solta correndo um pedófilo com mais de 1.500 provas contra ele, chefes do tráfico. Político condenado por 20 juízes (um de primeira instância, três de segunda instância, cinco do STJ e onze do STF), mas prende várias pessoas inocentes pelo inexistente crime de opinião.

Os que escondiam dólares na cueca estão soltos (deixaram o crime prescrever), os que compraram refinaria enferrujada nos Estados Unidos e aceitaram charutos cubanos como garantia para a construção de porto bilionário em Cuba estão impunes, assim como os responsáveis do PSDB pelo escândalo e prejuízo do Banestado (o maior de todos os prejuízos), que tiveram suas culpas arquivadas.

Por quem? Sim, por ele, o juiz da facção que resolveu prender os anéis para mais tarde salvar os nove dedos, que nunca foi para um presídio, tudo combinado.

E o Senado não cumpre o seu papel e não pune os que rasgam a constituição e escarram na cara dos brasileiros.

Ninguém culpa os Senadores, porque a ordem é culpar o Presidente Bolsonaro, o único democrata a governar uma terra sem lei, na qual quem é de esquerda e rouba muito só fica rico, mais nada.

E nós, o povo, pagamos a conta — vacinados – é claro!

author
Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.