28 de maio de 2022
Veículos

Baratos tunados de fábrica, do Corcel GT ao Sandero RS

        Sandero RS Racing Spirit

Quem curte automóveis muito provavelmente já teve esse tipo de pensamento: olhar para o modelo comum que tem na garagem e ficar listando que tipo de modificações faria nele para deixá-lo mais incrementado, um pouquinho mais próximo do carro que sempre sonhou ter – mas não pode comprar ainda. Umas rodas maiores de liga leve com pneus de perfil baixo aqui, pintura diferente (com faixas!) ali, um acerto de suspensão com amortecedores especiais, freios mais eficientes, bancos e volante esportivos, spoilers e aerofólio e, quem sabe, um trabalhinho no motor, para trazer mais cavalos e torque e, com eles, mais diversão para os passeios de domingo, sem que isso afugente o resto da família. Afinal, como diria um personagem preparador de carreteras* argentino, “há que endurecer (a suspensão), mas sem perder o conforto jamais”.

Renault 1093

As montadoras conhecem muito bem esses nossos desejos ocultos de “envenenar” os carros que temos e há, mais de 50 anos, procuram satisfazer ao menos parte deles lançando versões com inspiração esportiva para alguns de seus modelos comuns.

Gol GT

Aqui no Brasil, a galeria dos acessíveis “esportivados” remonta o Renault 1093 (versão “quente” do Gordini, na foto acima), o Corcel GT, nascido na virada dos 1960 para os 70 (no hoje impensável anúncio machista abaixo). E inclui inúmeros outros, como o Fiat 147 Rallye, o Gol GT, o Corsa GSI e por aí vai. Ilustro este post com alguns deles.

Ford Corcel GT1970

Não estou falando de versões de carros mais caros – como o Maverick GT, o Dodge Charger RT e o Opala SS –, mas daquelas que tinham como base automóveis mais baratos, como o Ford Ka XR da imagem abaixo. É nessa categoria que o Renault Sandero RS – estrela do test-drive no link abaixo – se enquadra. Na prática, ele é um dos “últimos moicanos”, já que atualmente ás versões especiais dos carros mais populares tem mais a ver com o estilo fora de estrada do que com as pistas de corrida e ralis.

Ford Ka XR

Para mim, é exatamente o fato desse RS ser um prosaico Sandero, modelo nascido na Romênia, criado pela subsidiária local da Renault local e, hoje, um modelo bem popular na Europa, uma de suas maiores qualidades. Ele é o típico carro comum incrementado – ainda mais com os itens exclusivos dessa série limitada Racing Spirit – e isso é o que mais o aproxima dos tais sonhos do curtidor de carros do parágrafo lá em cima. E dos meus também.

Henrique Koifman e o Renault Sandero RS Racing Spirit

(*) Carreteras, do espanhol “estradas”, era o nome dado aos carros preparados para corridas nos anos 1940/50. O nome, claro, vem de como eram chamadas as corridas “de estrada” em países de língua espanhola, e em especial na vizinha Argentina.
Mais alguns “tunados de fábrica” nacionais:

Fiat 147 Rallye
Uno 1.5 R
Ford Corcel GT1970

Fonte: Blog Rebimboca

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.