31 de Março é quase 1º de Abril


Sim, Simpatia é quase Amor.
Mas, para desafinar o coro dos contentes, só pra chatear, só para contrariar, abro os trabalhos com esta lapidar pérola da lavra de Samuel Johnson.
“O patriotismo é o último refúgio dos canalhas.”
Assim, neste tão polêmico e incompreendido amanhã, o 31 de Março! Bandeira branca, amor!
Está na hora de fazermos as pazes como o nosso Exército que, há anos, faz papel de coco de cavalo roubado por esquerdistas sem porvir.
Em 1982, literalmente perdidos numa ilha grega (sim, ela fica na Grécia), eu e dois brasileiros que conheci no navio quase apanhamos de um grupo de ingleses.
Estávamos no auge da Guerra das Malvinas/Falklands, opondo duas “potências” marítimas: Argentina e Inglaterra que, por mim, só deveriam se enfrentar em Copas do Mundo.
Estávamos num bar, claro. Os ingleses ouviram nossa conversa e como não sabem diferenciar português, de espanhol (argentino, de brasileiro) já queriam partir pra porrada. Fomos salvos pelo gongo do dono do bar, explicando aos britânicos que nem todo mastro reluzente é ouro.
Lembro este fato para dizer o que penso do Exército ou de exércitos. Em 1982, numa guerra mais idiota que as comuns, a Argentina, claro, levou o maior ferro. Muitos garotos argentinos morreram sem saber o real motivo, num conflito de derrota anunciada. Para variar, a feroz ditadura militar argentina disfarçava seus graves problemas internos, procurando patriotismo em besteiras externas. Como já fizera em 1978, comprando o Peru e roubando-nos a Copa do Mundo em casa.
Resumo da ópera bufa: As Malvinas continuam, não mais argentinas, mas Falklands.
Chico Buarque, aquele chupador de pau de Lula, sempre vendo imperialismo onde só existe História, escreveu um lindo verso, em “Embarcação”, com música de Francis Hime, seu melhor parceiro até hoje: “Deus, eu pensei que fosse Deus e que os mares fossem meus, como pensam os ingleses…”.
Vou nem falar em Estados Unidos. Imaginem se o Brasil entrasse em guerra com Grã Bretanha, França… Não durava uma semana.
Guerra é dinheiro e vice versa. Por isso a Costa Rica é, salvo engano, o único país do mundo que não tem Forças Armadas. Para que? Para jogar dinheiro fora? E olha que a Costa Rica mora em zona de conflito… Mas sabe que também não resistiria três dias jogando pedras e levando bombas.
Para que serve o Exército Brasileiro? Pelo menos, atualmente, serve para tudo, menos para uma guerra de verdade. Ou vocês acham que tem chance de pintar uma “Guerra do Paraguai 2, A Vingança”? E guerrear com pobre para quê? Não conseguimos alimentar nem nossa população e vamos fazer prisioneiros bolivianos, bolivarianos?
Aff! E Misericórdia!
Todavia e cotovia, o Exército Brasileiro pode desempenhar ações muito mais nobres do que ficar jogando baralho nos quartéis.
Pode proteger a Amazônia. Só isso já é tarefa eterna. Proteger de ladrões, quadrilhas e principalmente de madeireiras. E com permissão para matar quem portar serra elétrica, como bandidos portam fuzil no Rio de Janeiro.
O Exército Brasileiro pode e deve agir em campanhas várias. Missões de paz, como no Haiti, etc; em vacinações; em tragédias como a de Brumadinho.
E Justiça seja feita. O Brasil pode não ser uma potência militar, mas seus quadros no Exército, Aeronáutica e Marinha, funcionam.
Os militares vivem consertando as cagadas da Engenharia Civil dos civis, por exemplo.
Quando dá merda, chamam o Exército, já botaram reparo? Caiu uma tarde, como cai um viaduto, uma ponte, chama o Exército! Tem que invadir favela disfarçada de comunidade? Chama o Exército!
Sinceramente, nosso Exército de Brancaleone não foi treinado para invadir nem a Venezuela banguela, ainda que cheia de russos canibais.
Por enquanto e, no entanto, o Exército pode prestar relevantes serviços à Pátria Amada, como proteger o assalto às nossas reservas minerais e vegetais.
O Exército pode ensinar técnicas de guerrilha rural e urbana à Polícia.
Pode e deveria também vigiar e coordenar campos de trabalhos forçados para petistas! Campos de reeducação, como os stalinistas adoram. Para irrigar o Nordeste, furar poços… Afinal, Lula e turba manejam uma picareta com rara maestria…
Tortura boa é essa, criar mão de obra, dar trabalho para vagabundos.
PS: Deus, eu pensei que fosse Deus e que os mares fossem meus… Meu, eu julguei que fosse meu, o calor do corpo teu, que incendeia meu corpo há meses.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *