Um amanhecer

Ontem fui dormir muito cedo. Na noite anterior dormi mal. Aí fiz alongamento e exercícios com pezinhos (dumbbel) na piscina, ocupei meu tempo escrevendo, cozinhando, fazendo festinha nos cachorrinhos e surpresa! Voltei a estudar piano depois de dez anos! Acredito que a felicidade está nas pequenas coisas.
Como dormi cedo, acordei com a madrugada quase raiando e vi que a Lygia Durand que vem me visitar hoje estava online no Messenger. Liguei para ela, que nos chamou de “as madrugadoras”. Lyginha minha amiga tão querida. Só de nos falarmos, me consolo. Não precisamos falar das perdas, das dores, das decepções. Falamos de la pluie et du beau temps e intuitivamente compartilhamos tudo que as palavras não dizem sem precisar dizer uma palavra. Nós sabemos pelo conhecimento da alma. Ela conta comigo e eu conto com ela, minha amiga.
Coloquei então para ouvir baixinho “The Sun King“, dos Beatles, e abri a janela do meu quarto para namorar os primeiros albores da madrugada.
Aí quase morri de emoção ao ver a lua se pondo atrás das montanhas do Dedo de Deus. Fui atingida em cheio pelo impacto de tanta beleza e envolvida por uma onda de encantamento, suavidade e doçura que não consigo descrever, mas que acalmou meu coração. Uma experiência espiritual. Esse é o Deus que eu consigo visualizar: Deus na Natureza, o melhor Templo.


Fui fotografar a lua resplandecendo no raiar do dia quando uns pássaros pousaram nos fios e fizeram uma revoada. Deus, obrigada, e me curvo humildemente com a consciência de que sou apenas um fragmento de gota d’água no oceano da Vida.
Um dia abençoado para todos.
Link para quem quiser ouvir The Sun King

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *