24 de maio de 2022
Sylvia Belinky

As cores quentes


Andei – e ando ainda – meio cheia dessa coisa tão desagradável que é não existir meio termo, não existir cinza, só existir preto e… preto!! É isso mesmo: não existe mais meio termo e tudo é preto por decreto!
E o que eu acho fantástico é que sou eu, quem jamais via cinza na vida – ou pior, bege… aaaarrrrgh!. E justo eu notei essa, digamos de forma elegante, “dicotomia”, vulgo… pentelhação!
Não imaginei que eu precisasse chegar à minha idade provecta para descobrir que cinza, ou melhor ainda, que bege fosse tão essencial!!
E é mesmo essencial: quem não leu para os filhos ou para os netos, ou para si mesmo, o que em nada lhe diminui a beleza, “Flicts” desse gênio que é Ziraldo?! Flicts é o bege que eu execrava: tinha que ser branco ou preto! E lá ia eu vaticinando do alto da minha ignorância que eu confundia com… personalidade!!
Passou o tempo e hoje a ignorância se faz ver, sem charme algum, escancarada: todos berram aos quatro ventos suas preferências e desandam as grosserias que só não vão às vias de fato porque – feliz ou infelizmente – nos separa o papel, ou a cidade onde moramos, ou, melhor ainda, o estado!
E, novamente, surge a necessidade imperiosa de fazer valer nossa “superioridade” porque nascemos aqui e não lá. Sim, lá: que horror, o sotaque, a cor, o calor escaldante, a pobreza, as roupas… Gente, pois é! Antigamente, usava-se dizer que, quando um criticava o outro, eram “os rotos falando dos esfarrapados!”. Ainda que hoje quase ninguém mais saiba o que são “rotos”, isso é moda!
E os seres superiores que sempre estão com a razão porque o candidato deles é o melhor, mais inteligente, mais capaz… Opa: isso ele não é, mas ainda que não seja, é o certo, é o que vai ganhar.
Ou por outra, é o que já ganhou porque ele é quem brilha, quem acende as audiências. “Acende”?… Bom, vamos deixar pra lá, porque ele, que fica vermelho de ódio, verde de raiva, jamais será Flicts.
Sim, segundo Ziraldo, Flicts é frágil, feio e aflito, porque nem mesmo nas centenas de bandeiras que existem alguém lembrou de colocar uma estrela, uma faixa, uma inserção, que fosse Flicts. Tudo é vermelho, ou amarelo, ou azul… Dá só uma olhada no arco-íris: nem lá tem Flicts!!
Mas, Ziraldo reservou uma surpresa para o bege Flicts, que resolveu subir, subir, subir bem alto, até que ninguém mais o visse. E foi lá que ele descobriu que a lua, que nos aparece ora branca, ora amarela, dourada e até vermelha, a lua, na verdade, é Flicts!! A lua é bege, e só os astronautas que estiveram lá, sabem disso! E o candidato que sabe tudo, que pode tudo, que se quiser, “prende e arrebenta” (com licença do dono da frase, claro), isso ele não sabe, esse boquirroto…
E seu nome opera catástrofes: todos nos distanciamos, digladiamos, xingamos e nos odiamos à sua simples menção. É, e é isso que o torna tão poderoso…

Tradutora do inglês, do francês (juramentada), do italiano e do espanhol. Pelas origens, deveria ser também do russo e do alemão. Sou conciliadora no fórum de Pinheiros há mais de 12 anos e ajudo as pessoas a "falarem a mesma língua", traduzindo o que querem dizer: estranhamente, depois de se separarem ou brigarem, deixam de falar o mesmo idioma... Adoro essa atividade, que me transformou em uma pessoa muito melhor! Curto muito escrever: acho que isso é herança familiar... De resto, para mim, as pessoas sempre valem a pena - só não tenho a menor contemplação com a burrice!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.