Travestis aplicam golpe em homens casados no Rio de Janeiro

Foto: Jornal Ahora (Arquivo Google)

A Delegacia de Copacabana tem recebido queixas de vítimas de alguns travestis na zona sul. Eles cobram cerca de R$ 400 para fazer programas. Quando percebem que o cliente é casado, tiram foto da pessoa e registram o encontro. Na hora de pagar, passam a subornar o sujeito dizendo que vão entregar o material para a esposa dele caso não pague R$ 2 mil. Em alguns casos, chegam até outros travestis para coagir a pessoa.
Ladrão se passa por vendedor de biscoito
Sábado passado, num engarrafamento na Linha Vermelha, duas mulheres seguiam de manhã para um compromisso de trabalho em Niterói. Resolveram comprar um biscoito para matar a fome. Abriram o vidro e ao invés do saco de biscoito, uma arma na cabeça. O ladrão se fingiu de vendedor e levou aliança, celulares e outros pertences. No final, ainda soltou a pérola: “Tia, desculpe aí, mas tô fazendo isso pelo meu filho”.
Malandragem de Pezão
Pezão fez o leilão da folha de pagamento do Estado pelos próximos cinco anos, de 2018 a 2022. Os leilões anteriores contemplavam três anos de contrato. Desesperado por dinheiro, o governador antecipou esta receita para colocar em dia os salários de maio e junho. Quem se eleger ano que vem para o cargo executivo já não vai contar com esta possibilidade de reforçar o caixa durante todo o mandato.
Notinhas
Ajuda em vão. A decisão do juiz federal Marcelo Bretas de ceder para a polícia do Rio os veículos blindados da empresa TransExpert, envolvida no esquema de Cabral, não deve surtir efeito. O problema não é ter blindados. O Rio tem pelo menos 20 caveirões, mas o que falta é verba para reparos e manutenções da Secretaria de Segurança. Sem dinheiro, está quase tudo inoperante há meses.
Viva o Rio! A tradicional Feira do Rio Antigo continua a atrair milhares de pessoas na rua do Lavradio, no Centro. Todo primeiro sábado do mês, a partir das 10h, a região reúne música, artesanato, antiguidades e gastronomia. Isso desde 1996. A limpeza e a segurança são custeadas pelos próprios comerciantes da área.
O evento é a cara do Rio de Janeiro. Vale a pena conferir!
Fonte: Jornal Metro-RJ

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *