Sorte na vida


Apesar de perturbado, #Adelio é um cara de sorte. Atrai para si uma rede de proteção a que poucos brasileiros têm acesso.
Adelio saiu de casa disposto a matar um candidato à presidência. No meio do furdúncio, pelo menos duas pessoas (fotografadas e filmadas) passaram pra ele uma faca.
Puro ato humanitário, já que eles disseram que não tinham nada com isso e a #polícia, tudo indica, acreditou. E por que cazzo não acreditaria, né mesmo?
Depois da facada, uma banca endinheirada apareceu imediatamente para defendê-lo.
Para agilizar, o advogado usou jatinho particular.
Puro ato humanitário, e a justiça é proibida de investigar a fonte financiadora dessa causa aparentemente milionária.
Gente, todo advogado tem causas pro-bono, eles só queriam um tiquinho de holofote, né mesmo?
A #OAB? fazendo tudo para blindar o advogado.
Agora apareceu um psiquiatra.
Que classe mais dadivosa essa! Vai produzir um laudo totalmente de graça. Afinal, ele também fez juramento, né mesmo? São Lucas deve estar anotando tudo no caderninho.
Parem com teorias da conspiração, não sejam medíocres ou irresponsáveis, acreditem no ser humano, porque esse mundo está recheado de solidariedade: de advogados a médicos, de polícia a desconhecidos que passam faca sem querer nada em troca.
E graças a nossinhora da trapaça, tem um furacão na pqp que está dominando 70% do noticiário nacional, o que impede, claro, que a imprensa apure como deveria apurar um caso dessa natureza. Daí para o esquecimento, dois palitos. É muita sorte, né não?

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *