28 de maio de 2022
Uncategorized

Cuba e o Mais médicos


Vamos combinar assim: quem estiver muito incomodado com a posição do presidente eleito sobre os médicos cubanos, doe 70% de sua renda mensal (aquela gerada pelo seu trabalho) para Cuba.
Submeta-se a trabalhar sem nenhuma garantia trabalhista, como férias, 13o salário, etc, etc e etc.
Entregue sua família como refém do regime cubano, caso você se canse da brincadeira.
Resumo da Ópera: você quer ser politicamente correto à custa da escravidão alheia?
Posicionamento do CFM sobre a decisão do governo cubano, depois que soube que a mamata ia acabar. Vale a pena ler ate o fim antes de sair falando bobagem ou aplaudir a evasão de bilhões de reais para a ditadura cubana.
http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27966%3A2018-11-15-12-01-32&catid=3&fbclid=IwAR0TECUwQZSm0PhdeomIqgAm4kZ9IsvyE_jBcx89O3mn1xUUAb8EBp5fDYI
Se você está bravinho, ou bravinha, por causa do programa Mais Médicos:
Trabalhe nas condições mais inóspitas possíveis, num país distante do seu, longe de sua família, que não pode acompanhá-lo, entregue 70% dos seus vencimentos ao governo, mantenha-se sob vigilância constante para evitar fuga e finja ser feliz.
Achar que não existe solução é má-fé. Com 10 bilhões de reais é possível, sim, enfrentar o problema. O que não dá é pra continuar mantendo ditaduras assassinas com o nosso dinheiro, enquanto eles fingem praticar medicina.
Bolsonaro errou feio ao anunciar suas pretensões antes de assumir a presidência. Pelo jeito, ele não tem ninguém, além de um bando de puxa-sacos, que possa assessorá-lo.
Porém, errou muito mais a ditadura cubana, tirana e assassina, ao suspender o programa imediatamente. A pseudo medicina que eles propalam, cujos programas não podem ser avaliados, é uma indústria como outra qualquer para o regime.
Mas, se a escravidão de outrem compensa a sua consciência, só posso desejar que você experimente as mesmas condições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.