21 de maio de 2022
Tecnologia

WhatsApp: como usar as novas reações de mensagens

Recentemente, o WhatsApp divulgou que liberaria para todos os usuários as funções de reações em mensagens nos chats do aplicativo. A novidade chegou a ser celebrada por Mark Zuckerberg, CEO da Meta, no Facebook. “Reações no WhatsApp estão começando a rolar hoje”, seguido dos emojis de joia, coração, risada com lágrimas, espanto e celebração.

Esses, inclusive, são os emojis disponíveis para reação no momento, mas já há testes para que qualquer figura possa ser utilizada em um futuro não tão distante.

As figurinhas de reação aparecem logo abaixo das mensagens. No entanto, para poder reagir no WhatsApp é necessário que os usuários garantam que seu aplicativo está na versão mais atualizada, então, abra sua loja de apps para Android ou iOS e veja se não precisa fazer nenhuma atualização.

Além disso, as reações, por ora, só estão disponíveis para a versão mobile da plataforma, ou seja, não é possível reagir a mensagens no WhatsApp Web.

Como usar as reações no WhatsApp

1 – Verifique se o aplicativo está na versão mais recente;

2 – Selecione a mensagem que deseja reagir e mantenha ela pressionada;

3 – Os emojis vão surgir, escolha uma das seis opções;

Imagem: Reprodução/Redes Sociais

4 – O emoji escolhido ficará aparente no canto da mensagem. Para retirá-lo, basta pressionar a mensagem mais uma vez.
WhatsApp aumenta, e muito, o limite do tamanho de arquivos em transferências

Na mesma semana em que lançou as reações com emojis e começou a liberar as comunidades em partes do mundo (não no Brasil), o WhatsApp também aumentou, e muito, o limite do tamanho de arquivos para transferência. Agora, o mensageiro aceita arquivos de até 2 GB, mantendo a criptografia de ponta a ponta.

O aumento é considerável levando em conta que, anteriormente, esse limite era de apenas 100 MB. A novidade, porém, está sendo lançada aos poucos ao redor do mundo e pode levar alguns dias para chegar a todos os usuários. Um contador mostrando o tempo restante da transferência também foi adicionado.

Fonte: Olhar Digital – Por Matheus Barros, editado por Lucas Soares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.