23 de maio de 2022
Turismo

Paris para adultos com crianças

Acho o máximo quando vejo pais ou avós levando filhos e netos para viajar, principalmente quando é para o exterior, o que implica numa viagem longa, para um lugar completamente novo para a criança. Se o passeio passar por uma Disney, seja em que país for, já facilita bastante. Mas para Paris, por exemplo, excluindo a Disney, é necessário pensar bem na programação com os pequenos.

Apesar de ainda não ter netos, tenho aqui uma dica de passeio que fiz com minha família, todos adultos, e adoramos. É um lugar sensacional para levar as crianças e que nós, adultos, adoramos!

O nome é Jardin D’Aclimatation e a motivo da nossa visita foi que, com a Fundação Louis Vuitton recém inaugurada, no final de 2014, resolvemos conhecê-la, e aproveitar para conhecer o jardim logo ao lado.

Já dentro do Jardin D’Acclimatation: bem ao lado da Fundação Louis Vuitton. (Foto: Mônica Sayão)

Os dois estão localizados no Bois de Boulogne, que é o grande bosque de Paris, e que, por ser um pouco mais distante das principais atrações da capital francesa, acaba sendo negligenciado por turistas, inclusive por mim.

Mas com a inauguração da Fundação Louis Vuitton, projetada pelo genial arquiteto canadense Frank Gehry, o interesse pela região aumentou muito.

Mapa esquemático de Paris que mostra o Bois de Boulogne à esquerda. (Foto: parigi.italiani.it)

O Jardin D’Aclimatation é um parque de diversões histórico, inaugurado por Napoleão III em 1860.

A área é de 18 hectares onde os números impressionam: são mais de 40 atrações e atividades, incluindo passeio de trenzinho e de barco por um bucólico canal, 450 animais (há uma pequena fazenda) e pássaros, e 15 restaurantes e food trucks espalhados pelos jardins.

Há playgrounds de acesso grátis e vários brinquedos pagos, que podem ser comprados individualmente (2,90 euros) ou comprado com desconto num pacote de 25 ingressos (por 55 euros).

A entrada ao parque é paga: adultos e crianças com mais de 3 anos pagam 3 euros. O jardim abre todos os dias do ano a partir das 10h.

Tio e filho emoldurando o mapa do Jardin D’Acclimatation. Não dá para ver os detalhes, mas dá para ter uma ideia de quantos atrativos tem o parque.
Fundação Louis Vuitton está na cor branca, na parte inferior do mapa. (Foto: Mônica Sayão)
Extenso gramado para o pessoal fazer piquenique. (Foto: Mônica Sayão)
Há todo tipo de restaurantes e food trucks pelo parque. (Foto: Mônica Sayão)
Passeio de barco com a netinha pelo “rio encantado”: não disse que os adultos se divertem? (Foto: Mônica Sayão)
Diversas atrações para pais e filhos. (Foto: Mônica Sayão)
Essa é a área do parque com mais brinquedos. (Foto: Mônica Sayão)
O jardim japonês é lindo! (Foto: Mônica Sayão)
Há sempre “pedestres” inesperados. (Foto: Mônica Sayão)
O passeio de dromedário faz muito sucesso entre as crianças. (Foto: Mônica Sayão)
Há o setor da fazenda, com alguns animais à vista, como essa ovelha da raça Suffolk à direita. (Foto: Mônica Sayão)
Esse é um grou-coroado ou grou-real. É uma ave do norte e centro da África. (Foto: Mônica Sayão)
Essa é a grande praia onde as crianças mais se divertem. (Foto: Mônica Sayão)
Há também uma escola de equitação. Fiquei um tempão vendo a performance das meninas. O máximo! (Foto: Mônica Sayão)

Terminado nosso passeio super divertido pelo Jardin D’Acclimatation, fomos em direção à Fundação Louis Vuitton. O que aconteceu? Estava lotada, com fila enorme na calçada! Não tínhamos comprado os ingressos com antecedência e desistimos ao ver tanta gente. Isso era maio de 2015.

Conclusão: dá para fazer as duas visitas no mesmo dia, só que é necessário comprar o ingresso para o museu com antecedência, e com acesso sem filas. Tanto o museu como o parque ficam cheios nos fins de semana. Os turistas não conheciam o parque antes da existência do museu, mas os parisienses sempre adoraram levar suas famílias lá. Acho que evitar os fins de semana é sempre uma boa ideia.

O que aconteceu com nossa visita à Fundação? A fila era tão grande que desistimos! (Foto: Mônica Sayão)

E, por último, a belíssima exposição da Coleção Morozov na Fundação L. Vuitton teve ser término estendido para 3 de abril próximo.

Quem ainda tiver a oportunidade vale demais conferir porque o acervo é espetacular.

“Arquiteta de formação e de ofício por muitos anos, desde 2007 resolveu mudar de profissão. Desde então trabalha com turismo, elaborando roteiros e acompanhando pequenos grupos ao exterior. Descobriu que essa é sua vocação maior.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.