Vai ameaçar mesmo o Brasil, Macron?


Sempre é bom lembrar que essa dona virou piada porque entre outras coisas falou de energia com a conversa de “estocar vento”. Vocês acham que a abilolada é a única com esse discurso? Não. O Partido Verde alemão, fala o mesmo. Qualquer pessoa com mais de meio neurônio seria capaz de perceber que isso não procede. Fisicamente, quimicamente, praticamente: não procede.
E o que é o Partido Verde? São os radicais de esquerda, cuja líder na prática é a – ainda – chanceler Angela Merkel (que acabou de ser dispensada da presidência do partido conservador CDU, onde se infiltrou posando de moderada e promoveu nos últimos anos a pauta absurda do coitadismo, enfiando imigrantes africanos, paquistaneses, afegãos: homens , entre 20 e 35 anos, e vindos através de navios com bandeiras de ONGs, com a ajuda de ONGs e que, na verdade não passam de um grande esquema de crime organizado e entre outros, da máfia Líbia. Eu disse, “entre outros”.
Mas, tudo junto com a questão do Salve o Planeta, Fim do Diesel , Salvem os Índios, Energia Solar, Eólica. E o efeito estufa? Bem…
Não foi Macron que ameaçou sanções ao Brasil quando Bolsonaro afirmou que não vai ter o tal gasto de mais de 500 milhões para a Cúpula dos Bio Verdinhos no ano que vem no país? Certíssimo…
É mais uma balela. O Senhor FHC enfiava parabólicas, roupas bem civilizadas e muita cachaça nas reservas indígenas. Jornalistas alemães se enfiaram na Amazônia e mapearam o esquema. Tiveram que fugir em avião alugado e já em SP, recebi uma ligação na TV onde trabalhava, avisei ao meu chefe e fui com a equipe de reportagem encontrá-los num estacionamento do aeroporto, onde nos entregaram o material e entraram num carro que os levou até Aparecida. O bispo os escondeu até que conseguiram voltar para a Europa.
Os agradecimentos pelo material que colocamos no Correio e chegou são e salvo e virou uma belíssima edição, tem agradecimentos a mim e a equipe que estava comigo. É um relato impressionante que ficou ainda pior com o mapeamento feito por Lula e Dilma. De fazendas produtivas os índios viraram miseráveis, exterminados por grileiros, fazendeiros e a turma do crime organizado que passeia por aquelas bandas que chamam de “reservas indigenas”.
Sr. Macron, vamos conversar bonitinho. Quem paga a sua energia é a Alemanha. O seu país está quebrado resultado da insanidade de enfiar imigrantes árabes e africanos sem medo de ser feliz e financiar grupelhos como as Farc e o MST. Agora quer aumentar impostos e fazer os franceses pagarem a conta da patifaria, enquanto o senhor e a sua mulher senil – como gritam nos protestos: “a única velha aposentada que vai com a cara do Macron” , aparecem em fotos com travestis negros vestidos de pavão, rindo e torrando a grana do povo.
Vai ameaçar mesmo o Brasil, Macron?
Conta para as pessoas que essa conversa de “salvem as baleias” não se refere àquelas que habitam os mares, porque a pesca criminosa é permitida sim. Conta também que a sua amiga líder e presidente do Partido Verde Alemão fala em estocar vento, em estocar sol. E xinga toda a oposição alemã tão cansada quanto os que ocuparam as ruas do seu país de nazistas, fascistas , se intitulando Resistência, “anti-fas” e achando que podem tudo para acabar com as fronteiras e criar o mundo livre. Tolinhos!!!
Vocês são mesmo esquerda? A esquerda que serve de instrumento para os donos do poder, brincarem de WAR, e vivemos no tabuleiro, e assim, promoverem a reprodução de gente atrasada e jogarem essas pessoas pelo planeta: mais consumo de toda sorte de produtos, mas especialmente, mão de obra barata, quase escrava. E que logo será muito bem controlada pela tecnologia: drones e afins.
Enquanto isso, uga-uga, Partido Verde, ecodementes, vão de bike e a pé e os senhores do poder, continuarão a circular em jatinhos modernos, helicópteros e carros espetaculares.
É transformar tudo em Cuba e Venezuela. Estocando vento…
Há 30 anos um certo grupo de pesquisadores alemães inventaram um carro que circulava com 3 litros de combustível por semanas. A Arábia Saudita comprou o projeto e sumiu com ele. A mesma Arábia Saudita que negociou armas e outros itens com Hillary Clinton, enquanto a mesma era do ministério Obama. Negociou contratos com a empresa Clinton, dela e do marido. A história é a mesma.
As balelas e mentiras:
– A Europa não tem decréscimo de natalidade. Não precisa de imigrantes. Não precisa chegar a nenhum bilhão de habitantes em cada país. Ou dos 70 milhões de brasileiros em ação dos tempos da seleção campeã no governo Médici os 200 milhões de hoje devem ser comemorados ? Uma horda de miseráveis analfabetos grunhindo e doutrinados por uma orquestra que “estoca vento” dentro da cabeça deles.
– Planeta sem fronteiras. O objetivo é destruir a cultura Greco-romana, música, literatura, arquitetura, pintura, filosofia, religião, valores morais, princípios, família, e promover o caos total em uníssono. Sem Educação, com droga e sob controle de máfias e crime organizado
– ONGs não resolvem nada e nunca resolveram. Servem de fachada para um coitadismo usado como discurso político.
– Imigrantes – porque em mais de 50 anos de ONGs, e com a ONU, em ação vemos o tráfico de órgãos, de pessoas, pedofilia cada vez maior? E a miséria?
Interessante que a esquerda não se preocupa com as mulheres, homossexuais, criancas abusadas e obrigadas a casar, descaso com animais, nos países islâmicos. Sabem que são mortos, torturados, discriminados, mas chamam de nazistas os judeus de Israel.
Quem paga a conta dos imigrantes? São os donos da casa. Dos barcos que buscam os “asiladinhos” na Costa da África, descem os bacanas com Mastercard na mão. Basta preencher o saldo e ir às compras. Depois, abusar de meninas, negras, brancas, amarelas. Matar e espancar, roubar, vender drogas, e ficar à toa. Os europeus pagam. E os brasileiros também vão pagar. Olha aí a votação da ONU nos dias 10, 11 e 12 de dezembro. Quem vota pelo Brasil é aquele motorista do Mariguela, integrante do governo do vice indicado por lula, que está preso, babaca!
Cuidado com a bruxa do Norte, aquela do Mágico de Oz, o vento que Dilma, a presidentA do partido verde alemão e Macron dizem que estocam, ela joga contra nós.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *