Brasil náufrago…

E um povo que “tá na lanterna dos afogados”.

Mas… e como o “mas” faz a diferença!
Eu nado bem, muito bem.
Num futuro se acharem os restos mortais, arqueólogos concluíram: era nadadora. As medalhas e prêmios guardei numa caixa… Menor que a de Tutancamon.
Tenho amigos que navegam, uns tantos nadadores, alguns voam enqianto a maioria não se reinventa e vai… glub, glub glub… não permitam que te Segurem.
Vão para o fundo do poço… Chutemos a macumba!
Tipo o carioca qie apareceu pela Mantiqueira por esses dias e tentou furar fila nos Correios dizendo ser “carioca ixxxperto porque mineiro é tartaruga”. Uai… tive que falar que a porta da rua é serventia da casa, que tartaruga vive 100 anos e parece que muitos cariocas têm vivido menos: tipo coelho servido em banquete: bang, bang! Coelho que tá mergulhado na merda quentinho não dá mome pra tartaruga não!
E nem encha o saco na Capitania São Paulo-Minas. Vai aprender a votar!
Vejam o vídeo a seguir.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *