Essa é a imagem mais bonita que você vai ver hoje

Foto: James Jarche

No mês de abril de 1940, os pilotos Dinty Moore, Peter Elliot, James Craig, Kenneth Rawles e Harold Stone são eternizados pelo fotógrafo James Jarche, em sua base na Inglaterra. Eles sorriem – aparentemente alheios ao fato de que, em breve, voarão em busca de seus destinos.

A Segunda Guerra Mundial tinha começado há pouco. Hitler já dominava boa parte da Europa. A única nação que ainda se opunha era a Inglaterra. Decidido a pôr os ingleses de joelhos, o líder alemão inicia um bombardeio aéreo sem precedentes sobre Londres, acreditando que as perdas humanas e materiais iriam abalar o moral dos britânicos e forçar a rendição do primeiro ministro Churchill. O episódio foi conhecido como “A Batalha da Inglaterra”.

A Batalha da Inglaterra se prolongou por quase todo o ano de 1940. Ao final, Londres estava em ruínas, mas os ingleses sobreviveram. VIVERAM. Havia casamentos em igrejas destroçadas, famílias dormiam nos túneis do metrô para garantir a segurança… e pilotos voavam nos céus, em seus Spitfires, duelando com os alemães. E vencendo.

No mês de abril de 1940, os pilotos Dinty, Peter, James, Kenneth e Harold sorriem, mesmo sabendo que, em breve, voarão ao encontro de seus destinos. Sorriem como se apenas partissem em uma viagem qualquer, e não ao encontro das metralhadoras alemãs.

Sua foto, mais tarde, foi usada para ilustrar em um cartaz as palavras de Winston Churchill, sobre todos os pilotos ingleses que encararam de frente seus destinos – e sorrindo:

“Nunca tantos deveram tanto a tão poucos”.

Mas eu usaria outra legenda para essa foto:

Hombridade.

Algo que, hoje, tantos precisam tanto – mas tão poucos tem.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *