9 de agosto de 2022
Colunistas Ilmar Penna Marinho

O oportunismo político e o monstro do Coronavírus


A conspiração em curso não quer que o Presidente, eleito democraticamente, governe.
Tentam arrancar o respirador do Capitão para vencê-lo na guerra política do Covid-19.
A onda conspiratória o difama de “nazista, machista, assassino, racista”, menos de corrupto.
A TVGlobo, com baixa audiência, após a perda dos milionários anúncios oficiais, dedica o seu macabro jornalismo FAKE a culpá-lo da pandemia pelo colapso hospitalar e pelas mortes, noticiadas à moda de recordes olímpicos. Os recuperados somem.
Dos conspiradores, o mais empavonado é o FHC, do clã de George Soros. Tentou falir a PETROBRAS para leiloá-la ao capital externo. Fez a campanha pro-Aécio, perdeu e destruiu o PSDB. Fez de tudo para se unir a Lula e Haddad, mas foi ignorado. Se atreveu a liderar frentes anti-Bolsonaro, e também foi rejeitado. “Em tempos incertos” vive no ostracismo inglório.”
Outro calejado conspirador é o “criminoso” Lula da Silva. Só no Brasil, um condenado em todas as instâncias, circula livremente para brindar “a natureza” por criar o “monstro chamado coronavírus.” Depois pediu desculpas ao sofrido povo brasileiro pela infeliz ignorância. Ovacionado de ladrão nas ruas, trocou as bênçãos do Vaticano pelo credo da volta ao poder.
Outra conspiradora, sem a menor aceitação eleitoral, é Dilma Rousseff. Com o respaldo do Kremlin e o apoio do Foro de SP usa a milícia contra os militares. Foi a coadjuvante no governo petista da bilionária corrupção institucional. Impune e fugitiva do povo, vive nababescamente com 3 régios salários e mordomias, pagas pelo contribuinte.
Ainda tem a raposa Michel Temer, sem comentários…
Há também conspiradores mais atuais: os governadores de dois poderosos Estados.
Condenado pelo TCU por desvios de verbas na Embratur, infiltrou-se na campanha do Capitão. Eleito governador de São Paulo, virou um candidato antigoverno federal. Fez da mídia seu reduto eleitoral para encobrir o fracassado combate ao Convid-19, em SP.
Um ex-juiz, desconhecido, surpreendeu, ao se eleger Governador do RJ com votos bolsonaristas e depois ao se autoproclamar presidenciável. Acumula péssimas credenciais: foi humilhado no Maracanã na vitória do Flamengo, ocultou a crise da água poluída da CEDAE, ainda distribuída, suas contas de 2019 foram rejeitadas pelo TCU e, pior, em plena pandemia, crescem as suspeitas de corrupção nas compras de materiais e na contratação dos inoperantes hospitais de campanha.
Só no Brasil, uma corja conspiratória, sem vergonha na cara e sem a menor solidariedade ou compaixão pelos mortos e hospitalizados da pandemia, e pelas suas famílias, consegue com o apoio da sórdida mídia transformar os justos e pacíficos protestos antirracistas de eco mundial, em violentas manifestações de ódio antibolsonaro.
Incitaram “desocupados” a sair de casa no pico da Convid-19 e no desespero da população confinada para potencializar suas mais torpes ambições de poder.
Não podemos admitir que seja inútil o sacrifício dos incansáveis profissionais da saúde e dos serviços essenciais, que zelam pela saúde e vitalidade do país.
É hora do exército de patriotas ACORDAR e dar um BASTA aos conspiradores oportunistas, que só se interessam em destruir a esperança de pacificação e o futuro da Nação, sob comando do Presidente Jair Messias Bolsonaro.
Que o rasil com a proteção de Deus acima de TODOS avance em ordem, progresso e paz.

Advogado da Petrobras, jornalista, Master of Compatível Law pela Georgetown University, Washington.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.