Chevrolet Equinox, agora só com motor 1.5

Chevrolet Equinox 1.5 Premier 2020 | Henrique Koifman

A Chevrolet anunciou esta semana que, a partir de abril, venderá no Brasil apenas a versão 1.5 Premier da Equinox, SUV de porte médio que importa do México. Ao preço de pouco mais de R$ 170 mil, o modelo 2021 traz como única novidade a nova opção da cor Branco Abalone em sua carroceria. Na China, desde o final do ano passado, a Equinox 2022 já circula com alguns retoques estéticos – e uma versão com visual esportivo, a RS (abaixo). Tudo isso pode, também, chegar aqui mais para o final do ano.


Teste da Equinox Premier 2.0 2018
Chevrolet Equinox Premier | Henrique Koifman

Quando foi lançada no Brasil, em 2017, a SUV de porte médio Equinox estava disponível somente com um motor que empurra as versões mais baratas do Camaro nos EUA, um 2.0 turbo parrudo, que gerava 262 cv de potência e 37 kgfm de toque. Na época, fizemos um bom test-drive com a versão topo de linha, a Premier, que postamos aqui na Rebimboca (veja aqui), com direito também a um vídeo na TV Rebimboca, no Youtube (acima)

Mais tarde, a linha disponível aqui aumentou com um motor 1.5, que passou a equipar as versões mais baratas do carro, deixando o 2.0 apenas para a parte do alto da tabela. É esse propulsor, de 172cv e 27,8 kgfm que, agora, equipa a única versão que você poderá comprar nova no Brasil, a Premier, com tração integral.

Também avaliamos esse carro aqui no blog (veja aqui) e na TV Rebimboca (mais abaixo).

Chevrolet Equinox Premier | Henrique Koifman

Uma pequena olhada nos números de torque e de potência já são suficientes para entender boa parte da diferença entre como se comporta o carro com um ou outro propulsor.

Chevrolet Equinox com Felipe Massa

A cavalagem – e, em especial os perto de 10 kgfm de torque – a mais do antigo 2.0 dão ao carro um estilo bem mais poderoso, claro. Me lembro que, para mostrar esse pendor mais exportivo, a Chevrolet até contratou o piloto Felipe Massa para fazer comerciais com o modelo, guiando em Interlagos (ao lado) e, se não me falha a memória, até “tirando um racha” contra um carro esporte.


Teste da Chevrolet Equinox Premier 1.5
Chevrolet Equinox 1.5 Premier 2020 | Henrique Koifman

Se não esbanja tanta força assim, o Equinox com motor 1.5 turbo – que conta com injeção direta de combustível – também não é nada bobo. A despeito de sua performance mais comportada, ele dá conta com tranquilidade de subir serras com passageiros e bagagens (fiz isso no meu teste) e, de quebra, economiza um pouco de combustível.

Para mais adiante, está prevista a chegada de mais uma opção de motor a esse confortável utilitário, novamente um 2.0 – mas, desta vez, herdado não do Camaro, mas do Cadillac XT4 e da Chevrolet Blazer. Ele rende 240 cv e 35,6 kgfm, quase o mesmo torque no “velho” propulsor, mas com prometida maior economia.

Isso, claro, antes que esses carros passem a ser híbridos ou totalmente elétricos, o que deve acontecer durante os próximos 10 anos.

Fonte: Blog Rebimboca

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *