21 de maio de 2022
Uncategorized

Dialogando com o Facebook

Desde que o cerco a Lula da Silva começou a apertar, tenho lido no FB  algumas postagens em defesa do ex-presidente.
fcf3af06-29f2-4980-babc-a3269aec0c8c
Gostaria de responder à algumas. Nada contra quem ainda ainda acredita no líder petista. Mas, como não acredito, dou-me ao direito de expressar a minha opinião.
Em primeiro lugar, não entendo como um metalúrgico dos anos 1970/1980 tornou-se uma das maiores fortunas brasileiras, citado, inclusive , pela Revista Forbes. De algum lugar saiu tanto dinheiro e não foi do trabalho de operário. Muito menos, de presidente da República. Até onde sei, o salário de um presidente, apesar das mordomias, é pouco mais de 25 mil Reais. Nem com dois mandatos seguidos, Lula teria chegado à Forbes sem o auxílio de alguns conchavos. Isto me parece claro como água, não sei como muitas pessoas se recusam a ver.
Uma tolice listar políticos que são proprietários de apartamentos milionários no Brasil ou no exterior. Um erro não justifica o outro. Além do mais, se tais imóveis foram adquiridos com dinheiro sujo,  tais políticos também são corruptos e merecem conversar com o Juiz Moro.
Fora a Patricia Poeta, que entrou nesse rol de acusados como Pilatos no Credo – ganhava uma baba quando era âncora do Jornal Nacional, pode ser dar ao luxo de comprar apartamento na Avenida Vieira Souto -, os outros citados na tal listinha deveriam ser chamados a esclarecer de onde tiraram a grana para adquirir os seus multimilionários imóveis. Não entendo o porquê de estarmos na picuinha boba –  coxinhas X petistas, brincadeirinha de crianças – e não entendermos que vivemos a rara oportunidade de limparmos o Brasil da corrupção.
Vamos combinar, ligar o Neymar, acusado de driblar a Receita Federal, ao nome de Aécio Neves é de uma pobreza franciscana. Neymar apoiou Aécio nas eleições presidenciais e terminam aí as relações de ambos. Acusar o Aécio pelas lambanças do Neymar é não ter mais de onde tirar argumentos. Pessoalmente, acredito que Aécio não é nenhum santo. Ok, vamos  cobrar os erros dele, Aécio, e deixemos o Neymar se entender com o leão. Numa boa, Aécio Neves não é culpado se um de seus eleitores resolveu fraudar o Imposto de Renda. O argumento Neymar mais atrapalha do que ajuda.
O barquinho, comprado por dona Marisa para o sítio de Atibaia, não é importante por ser pequeno e de lata. Um barco, enfim, pobrinho. É importante por ligar o nome da família Lula da Silva ao bendito sítio no interior de São Paulo. Se o barquinho indigente foi um presente do ex-presidente ao dono do sítio, seria de bom-tom que o proprietário e amigo viesse a público agradecer o presente. Por que se mantém calado? Amigo da 0nça, isto, sim. Além de mal educado. O barquinho, coitado, pode ser de lata, mas foi comprado com amor.  Alô, amizade, apareça. Assuma ser proprietário da casa em Atibaia e, ao menos, diga merci.
Sinceramente, o papo de manter a ordem, respeitar a Constituição, etc. e tal, não cola. “Mexeu com Lula, mexeu comigo”  é lindo. Aliás, o amor é lindo. Só que ninguém lembra que, na época do Collor, quem mais berrou exigindo o impeachment foi o PT.   Acho que a lei que destronou Fernando Collor pode, perfeitamente, ser aplicada em dona Dilma. É a velha história: pau que dá em Chico, dá em Francisco também. Por que dois pesos e duas medidas?
Sobre o  apartamento em Guarujá, que a dona Marisa andou reformando distraída, pensando que pertencia à ela – coitadinha, muito avoada -, ainda aguardo novidades.  Mas aposto que é do ex-presidente, ninguém é maluco  de decorar residências alheias. Bem, tudo é possível neste mundo de meu Deus…
Agora, a respeito de quem é o dono do sítio em Atibaia, sugiro que o distinto público leia o jornal O Estado de São Paulo do dia seis de janeiro de 2011. Uma pesquisada básica no Google resolve o problema. Na edição do dia 6/1/11, a matéria que cobriu a faraônica mudança do já ex-presidente de Brasília para São Paulo diz, no último parágrafo, que dona Marisa instruiu a Transportadora a entregar a valiosa adega “no sítio de Atibaia”.
Sinceramente, surpreendo-me que  Lula e Cia Ltda, com a conversinha mole de Joãzinho-sem-braço, mentiras em cima de mentiras, ainda convença muita gente boa.
O que mais falta para provar as falcatruas do chefão?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.