20 de abril de 2024
Tecnologia

Tecnologia e desafios: o equilíbrio entre inovação e segurança na era da IA

O avanço da inteligência artificial (IA) trouxe consigo uma série de mudanças significativas em nossa sociedade, tanto positivas quanto negativas. Recordo-me vividamente do lançamento dos filmes “IA – Inteligência Artificial” e “O Homem Bicentenário”, cujos enredos, na época, pareciam surreais e distantes demais para serem reais. No entanto, o que parecia ficção científica se tornou parte integrante de nossa realidade atual.

É inegável que a IA se tornou uma realidade irrefutável, com cada vez mais empresas e pessoas recorrendo a ela para uma ampla gama de propósitos, desde aplicações comerciais até entretenimento. Ferramentas de IA são comumente utilizadas para aprimorar e editar textos, melhorar fotografias, criar apresentações e elaborar resumos coerentes, entre outras atividades. Trata-se de um recurso valioso que, infelizmente, também está sujeito a ser explorado por indivíduos mal-intencionados.

Um exemplo perturbador dessa exploração é o surgimento do chamado “Deep Fake”, um golpe que utiliza a sobreposição de faces para criar vídeos falsos. Essa técnica não apenas é utilizada para enganar sistemas de autenticação biométrica, mas também para aprimorar golpes virtuais, como o famigerado golpe do WhatsApp. Agora, os criminosos utilizam a IA para realizar chamadas de vídeo em tempo real, fingindo ser amigos ou parentes e solicitando transferências financeiras via PIX.

É crucial que as pessoas estejam cientes dessas ameaças e adotem medidas de proteção adequadas. Ao receber chamadas de vídeo de números desconhecidos ou de pessoas que parecem ser conhecidas, é fundamental exercer cautela. Recomenda-se criar códigos ou fazer perguntas sobre assuntos íntimos e pessoais, coisas que somente você e a pessoa em questão sabem. Evite informações que podem ser localizadas nas redes sociais.

É importante ressaltar que a tecnologia, incluindo a IA, foi desenvolvida para facilitar a vida das pessoas. No entanto, assim como beneficia nosso cotidiano, também pode ser explorada por criminosos. Portanto, é essencial que todos desenvolvam seus próprios mecanismos de defesa e estejam atentos a possíveis fraudes. Acima de tudo, nunca se deve transferir dinheiro para terceiros sem a devida verificação da identidade e da legitimidade da solicitação.

Diante desses desafios, é crucial encontrar um equilíbrio entre aproveitar os benefícios das novas tecnologias e proteger-se contra os seus potenciais riscos. Ao fazê-lo, podemos desfrutar dos avanços tecnológicos sem comprometer nossa segurança e bem-estar.

Bruno Cesar Oliveira

Bruno César Teixeira de Oliveira, com uma carreira sólida na gestão de riscos, compliance e prevenção a fraudes em instituições financeiras.

Bruno César Teixeira de Oliveira, com uma carreira sólida na gestão de riscos, compliance e prevenção a fraudes em instituições financeiras.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *