26 de maio de 2022
Ricardo Noblat

Os insanos!

Desumanos e cruéis

(Alessandra/Reprodução)

Garoto de sorte, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o 02 do presidente da República. Quando soube da morte de Arthur Araújo Lula da Silva, 7 anos, e que o avô dele, o ex-presidente Lula, havia pedido autorização à Justiça para comparecer ao seu velório, Eduardo escreveu no Twitter:
“Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum. Quando o parente de outro preso morrer ele também será escoltado pela PF para o enterro? Absurdo até se cogitar isso, só deixa o larápio em voga posando de coitado”.
Apanhou como nunca havia apanhado antes dos seus seguidores. Só apanhou menos do que merecia porque logo se espalhou nas redes sociais o comentário a respeito da morte de Arthur feito também no Twitter pela blogueira Alessandra Strutzel: “Pelo menos uma notícia boa”.
A pancadaria em Strutzel foi tanta que ela apagou o comentário e se retratou no Facebook:
“Espero que me desculpem. Quero que todos saibam que eu jamais iria comemorar a morte de uma pessoa, muito menos a morte de uma criança. Com a postagem que fiz, eu só queria saber como as pessoas reagiriam, mas agora eu sei que fiz isso de uma forma muito infeliz. Fico contente que a reação tenha sido negativa, porque isso mostra que as pessoas não perderam a sensibilidade. Mas fico triste porque mesmo as pessoas que me conhecem tenham achado de verdade que eu seria capaz de um mal sentimento”.
De pouco adiantou. No início da noite, Strutzel fechou suas contas no Twitter, Facebook e Youtuber. O 02 não passou recibo pelo que fez.
Fonte: Blog do Noblat – Veja Abril

Jornalista, atualmente colunista de O Globo e do Estadão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.