9 de agosto de 2022
Colunistas Priscila Chapaval

Estava eu a pensar…

Google – YouTube – imagem meramente ilustrativa

Que a minha melhor amiga nessa pandemia é a jarra elétrica para ferver a água. Todos os dias ao fazer o café converso com ela.
– Bom dia lindinha…gosto tanto de você.
E já cheguei a dar beijinhos na jarra que também parece feliz convivendo comigo.
Tóim… surtei?
Já faz anos que a comprei e raramente usava. Agora é todo dia e o dia todo.
Mas a verdade que tenho receio é que o botijão de gás acabe e aí eu teria que chamar a Ultragaz para alguém trocar e entrar em casa. Isso agora nem pensar…
Então prefiro ir levando assim.
Esquento água para fazer café, chá, e comidas que faço com a água quente dessa jarra tão simples, tão eficiente e tão baratinha quando comprei nas lojas Mel. Não sei como nem lembrava mais dela.
E não esquento a minha cabeça com preocupações a toa no momento. Ela que esquenta por mim. Será?
OBS…. depois de 70 e poucos dias indoor, e com medo de contágio fiquei um pouco (??) paranoica com esse vírus gordo e nojento!
Xô corona!

Jornalista... amo publicar colunas sobre meu dia a dia...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.