O jogo sendo jogado

Foto: Google – Metrópoles
Celso de Mello o putano, quero dizer, o decano, que deixará a corte em poucos meses, articulou um tiro na democracia do Brasil.
Após A PGR, ter enviado um pedido de investigação ao STF, da demissão de Moro, que saiu acusando o Presidente de interferência na PF, o decano putano, deu o prazo regimentar de 60 dias para o Des Moro nando, ser ouvido. Nesse prazo, primeiro, ele é arguido pela PGR, e, depois pela PF. O fato é que alguém fez as contas e conclui que seria tempo demais para Bolsonaro se fortalecer. Então, um desses partidos do mal, entrou com outro pedido pra que fosse acelerado o processo.
Mello, sabendo que estará fora do jogo brevemente, portanto, não terá de prestar contas à sociedade, atropelou o regimento da própria instituição que, estipula o prazo de 60 dias e encolheu este tempo para 5, apenas, cinco dias.

Vamos entender o xadrez.

Sabemos que o Moraes, barrou a nomeação do escolhido, por prerrogativa de direito constitucional, Ramagem. Sendo assim, a direção nessas primeiras semanas, estará a comando do Disney Rosset, amigo de Moro e informante de Moraes. Foi escalado para tomar depoimento do Moro, o policial Igor, cupincha de Sergio Moro que anda a tiracolo com o rapaz desde os tempos de Curitiba.

Circo armado. Não passará o depoimento pela PGR, o depoimento será dado ao seu amiguinho e reportado ao diretor, seu amigão e, não menos mal, informante na PF, do Moraes.

Tudo certo, passarão todas as “provas” para o isento e bem intencionado Celso de Mello, aquele que lá atrás disse que Bolsonaro não tem compostura para ser o Presidente do Brasil e, este, encaminhara o inquérito com ar de legalidade ao parlamento, criando assim, condições políticas e legais de instaurar um impedimento do Presidente.

Entendem o porquê de não podermos retirar o apoio ao Bolsonaro?

Entenderam que não podemos fazer eco a essas distorções e calunias contra tudo que fazem contra o Presidente?

Percebem que água mole em pedra dura tanto bate até que fura?

Esse é o jogo da mídia que repete, exaustivamente, um perfil negativo para algum momento, e, que grande momento esse, que o país está amedrontado pela morte, para convencerem vocês a tirar o apoio do Presidente e poder derrubar a Republica e retomarem à brincadeira de polícia e ladrão e do pique-pega.
Não seja massa se bolo solado e envenenado. Não creia em Maias, Dorias, Toffolis, Gilmares, FHCs ou Lulas, este eu nem precisava mencionar. Citei somente alguns que estão por trás da sórdida trama.

O que vocês acham, valeria pena nos submetermos de novo a essa máfia?

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  • Pedro , 10 de maio de 2020 @ 19:09

    Parabéns pelo trabalho pai

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *