26 de maio de 2022
Yvonne Dimanche

Itália, uma declaração de amor


Amigos, eu tenho verdadeira paixão por tudo que diz respeito à Itália. Não tenho sangue italiano, nem de longe, mas é impossível não amar um país que nos deu Leonardo da Vinci e Verdi. Só citarei esses dois dentre diversos outros. Em tudo eles se destacam: música, artes plásticas, vinho, comida, chega, né?
No entanto, há algo que não gosto daquele país: a língua que eu considero a mais feia das latinas. Bom, só conheço Português, Espanhol, Francês e Italiano.
Quem conhece pelo menos duas dessas línguas tem uma possibilidade maior de entender algumas palavras das outras.
Eu fui uma pré-adolescente que ouvia músicas italianas o tempo todo nas rádios. Antigamente o Brasil dava valor a essas músicas.
O meu sonho de menininha era encontrar o príncipe encantado da minha vida e que cantasse uma canção italiana para mim.
Demorei muito tempo para ter o primeiro namorado (quase uma senhora com 15 anos, rs), mas em compensação sonhava com ele o tempo todo, rs.
A minha vida nessa época foi cheia de amores platônicos.
Semana passada vi um seriado italiano na Netflix e ouvi palavras que me fizeram ter saudades de músicas italianas. Vou voltar a ouvi-las.
O mundo está precisando de amores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.