Os PROFIS das bandeiras datadas e a Direita


Cada vez que vejo PROFESSORES não defendendo, mas pregando suas ideias dogmáticas e “determinando” o que as pessoas todas, inclusive nas redes sociais, devem ou não devem fazer em nome de uma ideologia de esquerda (que nega até mesmo o direito das pessoas darem entrevista a quem bem quiserem (NUNCA à Globo, à Veja, à Folha, ao Estadão, etc.) mas somente à imprensa alternativa, isso em 2018, fico me perguntando se essas pessoas tomam cogumelo vencido dos anos 60, aquele que sobrou de Woodstock, ou se são apalermadas mesmo e não veem que, com isso, estão é trabalhando a favor da sanha dos direitóides do tipo bolsominion.
E ainda de quebra estimulando as fake news, pois boa parte dos usuários de redes sociais sequer têm formação e informação, pois nunca receberam isso na escola, para saber o que é “mídia alternativa” e muito menos para saber que, até mesmo por ser alternativa, essa mídia não tem espaço, recursos financeiros e condições de fazer a cobertura de todos os fatos que a esfera pública precisa saber.
É dando entrevista tanto para a imprensa tradicional como para a alternativa que a sociedade faz, conjuntamente, com que seus pontos de vista vão se disseminando e chegando senão a todos, mas pelo menos ao maior número de pessoas possível.
Um veículo só, tradicional ou alternativo, nunca fará verão na esfera pública. A lógica é: se você não ocupa o espaço com suas ideias e falas, cuidado, seus críticos falarão sozinhos e no seu lugar. É feio escrever isso, mas olho pro lado e não vejo tanta beleza assim para escrever sobre: cada vez que você cala, um imbecil ocupa o espaço vazio e fala em um lugar que você poderia ter ocupado.
Ver o senso comum pregando um Pravda para chamar de seu é triste. Mas ver PROFESSORES fazendo isso é trágico. Vão, deem munição para os conservadores. Vão, alimentem a serpente e roam a corda. Só não me convidem para ir junto. A essas companhias, prefiro a solidão. Meu pensamento não tem caixa, muito menos a caixa alheia de quem escolheu uma fórmula pronta para colocar no lugar do pensamento. Aquela velha história: está com preguiça de pensar? Ótimo. Não precisa se esforçar. Escolha uma igreja, um partido político ou uma seita, entre de cabeça, vá pleno que eles pensarão por você. Vou continuar caminhando e lendo de tudo, principalmente os anúncios de ciganas e cartomantes nos postes de luz de Salvador, prometendo trazer tudo, principalmente dinheiro e felicidade, em cinco dias, no máximo. Vou ali ler o Globo. Tem uma matéria maravilhosa na página 7 da edição de hoje. Ah, e tem também uma matéria na página 4, ambas com chamada na capa, sobre a roubada que são os que nos dizem como pensar: prenderam o bispo, em Goiás, porque estava roubando os fiéis. Levou 3 milhões. Por baixo.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *