O PT mente para os brasileiros


O PT mente. Não é verdade que a PEC do Teto reduz o dinheiro da Educação e sim o contrário. Basta verificar o aumento dos orçamentos da Educação, que constam na Lei Orçamentária. Só entre 2016 e 2019, foi um aumento de 16 bilhões de reais.
O que a PEC faz é impedir que o gestor seja irresponsável como foram os governos do PT, iludindo a população ao gastar o dinheiro público que não tinha com a construção de estádios, bolsa-empresário, subsídio a setores ultrapassados da economia, resultando em endividamento do país, desemprego e retorno da inflação.

Gráfico certo 1024×484 – O PT mente para os brasileiros

Entenda mais sobre o Tema:
A Emenda Constitucional de número 95 (aprovada em dezembro de 2016) instituiu um novo regime fiscal, no qual foi estabelecido um teto para os gastos públicos federais.
A EC 95 é fundamental para equilibrar as contas públicas, reduzir a dívida, baixar a inflação, reduzir a taxa de juros, aumentar a confiança dos investidores e, consequentemente, fazer a economia voltar a crescer e gerar empregos. Essa medida foi necessária em razão dos erros cometidos pelos governos do PT no passado e que levaram o Brasil a uma crise econômica sem precedentes.
Saímos de um superávit primário de quase R$ 100 bilhões em 2011 para um déficit orçamentário de quase R$ 100 bilhões em 2015. Déficit esse que deverá chegar a mais R$ 150 bilhões em 2018.
Na mesma esteira, o déficit da previdência saiu de 29 bilhões em 2011 para mais 180 bilhões em 2017. E a previsão é que ultrapasse os R$ 200 bilhões em 2018.
O resultado de tudo isso como sabemos foi a quase falência das finanças públicas que levou a um aumento contínuo do endividamento do governo federal de 50% do PIB em 2011 para 70% em 2017.
Cabe destacar ainda que os subsídios a setores da economia ligados ao PT aumentaram de 3,60% do PIB, em 2010, para 4,5% do PIB em 2015. Ou seja, durante os governos do PT foram mais R$500 bilhões que deixaram de ser arrecadados, que poderiam ter sido utilizados na Educação e na Saúde. Isso sim é irresponsabilidade!
Não dá para fazer tudo ao mesmo tempo! Caso contrário, se o governo gasta mais do que arrecada, para atender a tudo e a todos, o resultado é inflação, endividamento e crise econômica, com prejuízos para toda sociedade, em especial para os mais pobres.
Portanto é preciso definir prioridades! Dizer onde é mais importante colocar o dinheiro como muitos países já fizeram quando passaram por um ajuste fiscal importante.
Mas definir prioridades não basta! É preciso melhorar muito a eficiência aplicação do dinheiro público. Boa parte dos recursos destinados à educação são desperdiçados de diversas formas, dificultando ainda mais a oferta de um ensino de qualidade.
O que o Teto dos Gastos faz é impedir que o governo seja irresponsável como foram os governos do PT, iludindo a população ao gastar o dinheiro público que não tinha com a construção de estádios, bolsa-empresário, subsídio a setores ultrapassados da economia, resultando em endividamento do país, desemprego e retorno da inflação.
Fonte: Cristovam Buarque

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *