26 de maio de 2022
Uncategorized

Feliz Natal

Lugar comum, eu sei. Mas lá se vai outro ano. Só tenho a agradecer a 2018, foi excelente para mim. Realizei o sonho do doutoramento e escapei de um enorme problema de saúde. Posso definir o tempo que acaba como perfeito. Ou quase, também dei os meus tropeços.

Nós, brasileiros, podemos nos queixar de tudo, menos de monotonia. Nem consigo lembrar a sucessão de fatos emocionantes que nos mobilizaram durante 2018. Assistimos desde um atentado ao Bolsonaro à prisão do Lula.
Vimos malas e apartamentos lotados de dinheiro desviado, bilhões de dólares roubados do povo. Parecia impossível, mas grandes figurões da alta política – inclusive toda a cúpula do Estado do Rio de Janeiro – estão atrás das grades. Comendo lagosta e queijo francês, mas presos. É um bom início. Acho que 2019 nos reserva surpresas maiores e melhores. Estou na torcida
Como nada no Brasil é simples, 2018 nos proporciona um grand finale. Agora, quase às vésperas dos feriados, um vidente conhecido internacionalmente foi preso, acusado de estupro de mais de 300 mulheres.
Apesar de só conhecê-lo por fotografias, sempre antipatizei com a figura. Achava-o com aspecto de sujo e, olha aí, não é que é mesmo? Há também a novela do Cesare Batisttti, que desejo ver logo preso e extraditado. Considero uma afronta o meu país tratar um assassino a pão-de-ló. Felizmente, esse tempo está acabando.
Encerro hoje as minhas atividades do ano no blogue da Ana Maria Ramalho. Voltarei na terça-feira, dia 9 de janeiro. Até lá, estarei com a família festejando o Natal, comme il faut. Será uma festa animada, com direito à presença dos bisnetos.
Desejo aos leitores um Natal muito, muito feliz e que 2019 seja de luz, paz e alegrias.
Agradeço a todos, adoro o retorno que recebo de vocês. Sempre fico feliz.
Até janeiro, queridos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.