Bora, gente


Não retiro uma vírgula do que eu disse sobre a presidente do STF, Cármen Lucia, antes do julgamento. No entanto, tiro meu chapéu para a coragem e pela crença inabalável na democracia como fio condutor que ela imprimiu em cada etapa desse julgamento. Igualmente à retidão dos princípios da Rosa Weber.
Mas, acima de tudo, me curvo em reverência às duas pela elegância e firmeza com que enfrentaram o machismo, a misoginia, a grosseria e a falta de educação que usaram contra elas os ministros Marco Aurélio de Mello e Ricardo Lewandowski.
Depois de tantas decepções com mulheres no poder (Dilma, Marta, Benedita, Gleisi, Manuela, Marina e mais um tanto delas), ver aquelas duas brilharem no julgamento do HC de Lula foi um vento fresco raspando na nuca. Não havia beligerância, raiva ou choro. Elas só enfrentaram, simples assim. Sem drama.
Os trogloditas transtornados, porque elas contrariaram o que delas era esperado, apenas demonstraram que o machismo e a grosseria pode estar na base ou no topo da pirâmide, no chão da fábrica ou nos bancos de uma Corte Suprema de Justiça. Mostraram que alguns anos nos bancos da academia nem sempre têm o poder de tirar o ranço de suas origens mal sedimentadas.
Lula não ficará muito tempo na prisão e, francamente, isso pouco importa agora. Ele está morto politicamente. Mas Rosa Weber e Cármen Lucia entraram para história pela porta da frente.
Se você tem mais de dois neurônios ativos, é alfabetizado e já leu mais de três livros na vida, evite a tentação de provocar os ânimos. Já tem gente machucada, e um confronto é tudo o que os radicais estão esperando.
A prisão do Lula não é o fim de nada. Pode até ser um começo, mas essa estrada tem chão. Agora tem que pensar no day after, mecanismos de governo, por exemplo.
Que tal se a Receita Federal começar a cobrar de grandes devedores — alguns são ídolos que muitos que vão ler essa bagaça adoram.
O Congresso vai fazer o diabo (já ouviram isso?) pra reeleger mais do mesmo e o resto da tropa está soltinha da silva. Tem serviço pela proa, gente.
Violência nessa hora só piora. Provocação só gera atrito e o ar já tá carregado demais. Tem que pressionar a pocilga que virou o STF, o Congresso (atormentar a vida de congressista) e não esperar salvadores da pátria pode ser um dos caminhos. Parar de achar que alguém vai se candidatar pra fazer alguma coisa pra você já tá de bom tamanho.
É bom ver um fiapo de justiça funcionando, sim. Mas sem se igualar ao que há de pior nessa política.
Ninguém está acima da Lei, por maior que seja seu poder político ou financeiro. O plano para livrar Lula, Aécio, Temer, Dirceu & Cia fez água e a democracia combalida volta a respirar por aparelhos.
Falta muito ainda. Sem comemoração. Cumpra-se!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *