21 de maio de 2022
Sergio Vaz

A Justiça tem que agir contra Ciro Gomes


Não dá para um candidato incitar o país contra a Constituição. Por Sérgio Vaz
As declarações de Ciro Gomes divulgadas nesta terça, 24 de julho, sobre Lula – de que ele “só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga” – extrapolam todos os limites do razoável e do não razoável.
São declarações criminosas. São um chamamento à insubordinação ampla, geral e irrestrita. São convite aberto ao desrespeito à Constituição. São chamados à sedição, à revolta contra a República.
As coisas andam tão mal neste país – – e já faz algum tempo; as coisas vão muito mal neste país desde o dia 1ª de janeiro de 2003 – que a gente vai perdendo a noção dos limites.
Fica tudo tão ruim, tão absurdo, que perdemos a capacidade de nos indignarmos.
E Ciro Gomes é mesmo um boquirroto, um boca suja, um sujeito inteiramente desvairado, que fala todo tipo de maluquice que a gente até dá de barato: ah, é o Ciro, olha lá outra vez o Ciro falando asneira.
Nós nos acostumamos ao fato de que Ciro Gomes enfrenta um porrilhão de processos na Justiça por ofensas, calúnias, difamações. Só no Ceará, ele responde a 77 processos.
Não dá para a gente simplesmente se acostumar com o fato de que da boca do cara sai um Niágara de asneiras, estultices, imbecidades, loucuras.
Não dá para a gente deixar barato que o cara está convidando os apoiadores dele e do chefe da quadrilha condenado a mais de 12 anos de prisão a fazer uma rebelião contra a Constituição, contra a independência dos três poderes, contra o Poder Judiciário.
Algum advogado, algum partido político, alguma organização precisa entrar na Justiça exigindo medidas contra um sujeito que proclama em alto e bom senso o descumprimento das leis.
Não dá para o país ouvir a frase abaixo e ficar quieto:
“O Lula tem alguma chance de sair da cadeia? Nenhuma. Só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga. Botar juiz para voltar para a caixinha dele, botar o Ministério Público para voltar para a caixinha dele e restaurar a autoridade do poder político.”
Eis a matéria de O Globo com as declarações do criminoso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.