E o Natal chegou

Caro leitor, é Natal! Com pandemia, incertezas, temores e restrições. Muitas vezes com a dor da perda de uma pessoa querida.

Mas Natal é nascimento, é celebração da vida, é época de esperança e confraternização, mesmo que esta última seja virtual atualmente.

Com a esperança de tempos melhores e lembranças felizes de minha viagens em períodos natalinos, resolvi fazer um “melhores momentos” dos últimos anos.

O critério foi procurar na minha memória as imagens que mais me emocionaram em quatro cidades europeias distintas.  Vamos lá:

1- Bruxelas:

Era a noite da inauguração da árvore de Natal na Grande Place, que é o maior atrativo turístico da cidade. Ainda era novembro e as construções da praça estavam iluminadas na cor azul,  que alternava com a cor rosa.

2 – Berlim:

Assisti a um concerto de Natal na Catedral de Berlim com um lindo coral de meninos, que ficaram junto à orquestra e também espalhados pela igreja. As músicas não eram os clássicos contemporâneos a que estamos habituados, e sim peças clássicas muito antigas. Famílias inteiras juntas, muitos pais e alguns filhos com a partitura nas mãos para acompanhar, foi uma noite mágica.

3 – Dresden:

Considero a cidade que tem os melhores mercados de Natal da Alemanha. São vários, mas o mais completo é o Striezelmarkt – lindo, divertido e com produtos maravilhosos! Visitá-la pela primeira vez foi uma grande emoção.

Fiz um post aqui no Boletim só sobre o Natal lá.  Quem quiser ler, é só clicar no link abaixo:

https://oboletim.com.br/monica-sayao/turismo/dresden-perola-do-rio-elba-parte-ii-final/

4 – Porto:

Nosso Portugal querido! Não posso me esquecer do meu primeiro Natal no Porto. Sabia que havia uma bela árvore na Praça da Liberdade, em frente à Câmara Municipal (Prefeitura). Corri para lá e não me decepcionei. Penso que essas lindas árvores em espaços públicos são mágicas, assim como é assistir à queima de fogos no Ano Novo. A gente já sabe o que é, viu várias vezes, mas sempre se encanta.

5 – Paris:

Vou terminar por Paris, a Cidade Luz. A maravilhosa Paris se supera no Natal. Com as mesmas características que a fazem um lugar tão especial: com elegância e sem exageros.

Entrar nas Galerias Lafayette e dar de cara com uma linda árvore de Natal sob aquela magnífica cúpula de vidro é uma emoção e tanto. É o primeiro lugar que vou ao chegar à cidade.

A cada ano ela é diferente, o que sempre cria uma expectativa. A que mais gostei nos últimos anos foi a de 2019. Irresistível!

Outro lugar que fica lindo no Natal é a Place Vendôme. Ela é uma das praças mais bonitas e chiques da cidade de dia. Com a decoração natalina à noite, fica ainda mais especial.

Minha terceira parada obrigatória é a Catedral de Notre Dame. Era, na realidade, até o incêndio de abril de 2019, ao qual assistimos pela TV, horrorizados, e que causou o colapso de seu telhado dentre outros danos incalculáveis.

Mas minha mensagem é de esperança, como já mencionei. Dias melhores virão, com certeza.

Faço aqui uma analogia do incêndio de Paris com a pandemia. Não será possível ainda entrar na Notre Dame e apreciar tanta beleza e história. Mas esse dia virá e eu vou correr mais uma vez para lá. A vida voltará ao normal!

Feliz Natal a todos!

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  • Avatar
    Marina Sardinha , 4 de janeiro de 2021 @ 09:00

    Me encheu de esperança ler, sonhar e principalmente a parte final:” a vida voltará ao normal “!!!
    Feliz ano, Mônica!
    Abraços!

    • Mônica Sayão
      Mônica Sayão , 5 de janeiro de 2021 @ 12:13

      Olá Marina!

      Sempre levo minha vida com fé, alegria e esperança. Ajuda muito nos momentos difíceis como o que passamos agora.

      Que vc tenha um ótimo 2021!

      Um grande abraço,
      Mônica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *