Funk in Rio, Pop in Rio? Boost in Brazil? Bosta no Brazil?

O NOVO NOME DO Rock’n Rio é BOSTIL: reúne a lacração e a desafinação made in Brèjiiiiil!
Era de se esperar. Enquanto isso a Europa ainda se curva aos velhos dinossauros do rock. E aos novos, às bandas novas, rock pesado.
O brasileiro nem sabe. Com honrosas exceções.
A turma acha que Woodstock ficou nas calendas gregas. Não!
Foi um festival . Umzinhoooo…
A turma ainda fala na drogada Janis. Cantou lá Mercedes Benz e mais uma meia dúzia de hits. Será que tinha isso?
E a geração vintage Cannabis que nem tinha nascido adotou a coisa. Que chatice.
Ah, mas não viram as fotos do estado pavoroso de vício e degradação em que ela chegou. Não conseguia cantar. Para quem ficou chocado com Amy Winehouse, ah, entraria em pânico com Janis. Inchada e deteriorada totaaal. Um mulambo em forma de gente.
Outro dia uma pessoa da esquerda me disse que era ridículo o povo que gosta de clássico porque todos os compositores já tinham morrido.
Iiiih! Eu sou igual àquele personagem que contracena com o Bruce Willys num filme tensoooo: “I hear dead people!” (Eu escuto mortoooos!)
E assim… desde aqueles anos 60, todos os anos na Europa na época do Verão há festivais em áreas rurais que reúnem milhaaaaaares de pessoas. os palcos principais são Inglaterra, Alemanha, Suíça, Áustria, Dinamarca, Suécia, Holanda.
Mas a turma vai para o Rock in Rio em Portugal ver os que são bancados por Soros: U2 e o escroto do Bono Vox e o Roger Waters, que David Gilmour espera nunca mais ver na vida.
Let’s let the rock roll over the beasts heads.
Porque pra gente desafinada, tapada e drogada : “The song remains the same”. E eles nem vão entender. Oh, Yeah!
Encerro com o comentário do gaúcho Fabrício Marcílio Dóra sobre o link que é do portal Terra, um dos tantos como o MSN ,Yahoo, UOL do grupo Folha: só Fake News e escrotice.

“Já ia esculhambar, depois vi quem postou (portal Terra). Ninguém apoia mais bandido (de colarinho branco ou não) e demoniza mais a polícia e as Forças Armadas do que a esquerda.
Os maconheiros todos aplaudindo depois de financiar o tráfico.
Não dá nem pra mandar chupar um canavial de rola porque eles gostam.”

A cantora Lellê se apresenta no palco Sunset no primeiro dia do Rock in Rio 2019 e faz homenagem a Marielle e Ágatha
Foto: Wilton Junior / Estadão Conteúdo

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *