21 de julho de 2024
Colunistas Joseph Agamol

Acaso e controle

Os ipês da minha aldeia não competem entre si: as floradas começam com os raros brancos – tenho um ao lado da minha janela – , continuam com os rosas e terminam com os amarelos. Se as flores enfeitam as copas quando olhamos para o céu, também adornam o chão quando caem e recobrem as calçadas com tapetes, ora rosa, ora azuis.

Passei um tempo buscando o melhor ângulo para fotografar as flores no solo, tentando captar uma parte da mata e o rio fluindo ao fundo. Disparei aleatoriamente algumas vezes – não se enganem, uma foto nunca sai igual a outra – e deixei para ver o resultado depois, em casa, com óculos e luz adequada  – é o mais próximo que se tem hoje em dia do antigo processo de fotografar e revelar.

Então você volta para casa, passa um café, senta em sua poltrona favorita e repassa as imagens que compôs, esperando estar no controle absoluto. E aí entra em cena o acaso: uma flor de ipê pousando vagarosamente no solo, capt(ur)ada pela lente da câmera, desafiando o “planejamento leia-se controle” que supostamente você exercia, de uma forma perfeitamente natural e momentânea que eu levaria talvez algumas horas se tivesse pensado em reproduzir.

Não, eu não quero chegar a lugar algum com essa conversa-barra-monólogo, nem pretendo fazer uma lição de autoajuda ou oferecer conselhos filosóficos paralâmicos de caminhão, que outros o fazem com muito mais expertise e esperteza do que eu seria capaz.

É só uma foto mesmo, de uma prosaica flor de ipê-rosa, concluindo sua leve e sinuosa trajetória em direção ao solo, donde há de metamorfosear-se em matérias primas para novos ipês florescentes, fugindo a quaisquer tentativas de controle – e oferecendo um leve vislumbre do sr. Acaso como construtor de universos.

Joseph Agamol

Professor e historiador como profissão - mas um cara que escreve com (o) paixão.

Professor e historiador como profissão - mas um cara que escreve com (o) paixão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *