17 de abril de 2024
Colunistas Ilmar Penna Marinho

As vergonhosas viagens internacionais

A plataforma impressa vem sendo substituída pelo moderno jornalismo online.

Pouco a pouco, os brasileiros se familiarizaram com as versões digitais para se manterem informados.

O público televisivo caiu 55% e os jornais impressos conheceram o terror da rejeição.

Um vespertino do Rio de Janeiro se destacava no cenário nacional pelo seu passado de gloriosas campanhas cívicas em defesa de um Brasil verde amarelo e pelo respeito de ser uma das mais influentes publicações de maior circulação no Brasil.

Alcançou uma média de 334 mil exemplares para seu fiel público leitor.

Em 2003, quem presidia o jornal faleceu. A média de exemplares caiu vertiginosamente. Sucederam-se as demissões de veteranos jornalistas, que souberam honrar a profissão, noticiando fatos sem deturpações, e que se recusaram a se engajar em temáticas com informações manipuladas da verdade dos fatos.

A pauta predileta da desinformação é a “atual política externa brasileira”, a partir do falso “capital diplomático e político” do seu antigo gestor, ex-condenado por corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro, tendo ficado preso por 580 dias na luxuosa prisão de Curitiba.

A mídia comprometida com o esquerdismo celebra a retomada triunfalista das boas relações exteriores com países que sofrem rejeições na comunidade internacional.

De fato, o vistoso tapete vermelho foi estendido e as vergonhosas honras em solo brasileiro para o Chefão venezuelano aconteceram, como também os festivos abraços pessoais em Havana às autoridades cubanas, repudiadas no mundo todo pelo uso do paredon para se livrar dos inimigos.

Quando se quer engrandecer “jornalisticamente” a volta ao poder de um ex-atrás-das-grades, nada melhor do que apelar para a “renovada diplomacia” com suas mais de 20 viagens de turismo internacional, cuja exorbitante gastança está sendo paga pela elevação de impostos.

Ilmar Penna Marinho Jr

Advogado da Petrobras, jornalista, Master of Compatível Law pela Georgetown University, Washington.

Advogado da Petrobras, jornalista, Master of Compatível Law pela Georgetown University, Washington.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *