28 de maio de 2024
Veículos

Remendada com fita adesiva, Kombi trintona segue na ativa

VW Kombi 1983

Esta Kombi 1983, bela pintura saia e blusa, estava parada numa feira livre, perto de minha casa. De longe, até parecia estar em estado razoável. Chegando perto, porém, a gente nota que o tempo e a falta de cuidados já apresentaram sua conta, e esta não é pequena. O dono é até criativo e, digamos assim, criterioso. Usou fita adesiva vermelha, num tom próximo ao da pintura de parte da carroceria para tampar os buracos de ferrugem na lateral, sob os vidros de todas as janelas.

VW Kombi 1983 remendada com fita colorida

O detalhe mais curioso, no entanto, é que a mesma fita também foi usada para vedar os buracos no teto do carro – e eles não são poucos. Por isso, com o sol a pino, o efeito da luz entrando pela série de pequenas lentes vermelhas dá ao interior da Kombi um visual que fica ali entre o vitral de uma igrejinha de arquitetura moderna e o de uma boate barata de beira de estrada.
O número de furos no metal talvez só seja superado pelo de multas que, depois de tantos anos de trabalhos esforçados e estacionamentos em locais os mais variados, de um sem número de idas e vindas a feiras, fretes e mercados, zunindo pela Avenida Brasil e por outras tantas avenidas, nem sempre respeitando os limites legalmente estabelecidos, a Kombosa (senhora Kombi idosa) colecionou.
Sei disso, assim como da idade precisa do carango, porque tudo me contou seu dono. Bonachão, chegou ali pouco depois das fotos e, sem dificuldade, fez girar o coração da companheira. Manobrou e saiu da vaga apertada em direção a uma próxima parada. O motor rosnava saudável, sem o vexame de falhar ou de deixar fumaça ou óleo pelo caminho, redondinho. Pelo jeito, enquanto houver fita vermelha, aquela Kombi vai continuar ralando por aí.
Um pouco mais da VW Kombi 1983 em números:
Motor: quatro cilindros, boxer (cilindros opostos dois a dois, colocados na horizontal), 1.600cc, 58cv
Desempenho: aceleração de 0 a 100 k/h em 22 segundos, velocidade máxima de 125 km/h (com o vento a favor).
Preço: Em uma rápida pesquisa na internet, encontrei exemplares à venda por preços que variam entre R$ 3.000,00 e R$ 20.000,00, dependendo do estado. Deduzo que nossa personagem acima, a despeito de todo seu charme, esteja no limite inferior da tabela.
Fonte: Blog Rebimboca

Henrique Koifman

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *