22 de julho de 2024
Veículos

Que tal o Chevrolet Onix RS 2024?

Versão “esportivada” do hatch compacto tem no visual seu grande (e óbvio) atrativo.

No final de março, tive a oportunidade de fazer um test-drive de uma semana com Chevrolet Onix RS que você vê nas fotos deste post. Ele é a versão com visual esportivo do hatch compacto da linha Onix e desse visual exclusivo fazem parte um aerofólio traseiro bem bacana, bacana, spoilers na dianteira e na traseira, saias laterais, rodas aro dezesseis de liga leve em cor escura, grade dianteira em padrão colmeia, preta – assim como a capa dos retrovisores e a máscara que contorna os faróis dianteiros, que são do tipo projetor. E, por dentro, bancos esportivos, painéis e forrações (incluindo a do teto) com acabamento em preto e costuras vermelhas, todos exclusivos dessa versão.

Começo com esta listagem porque, na prática, são essas as diferenças entre esse RS e seu irmão de baixo na tabela, o LTZ. Sim, como escrevi ali em cima no primeiro parágrafo, esta versão tem visual esportivo, e só isso, mesmo. Mas se tem gente que torce o nariz e/ou usa de tom irônico quando qualifica este Onix RS de “esportivado”, este seu colunista não tem nada contra essa característica.

Sim, a parte mecânica desse carro é igualzinha à das outras versões turbo do Onix, com motor de três cilindros, flex, 1.0 turbo de até 116 CV de potência e 16,8 kgfm de torque, acoplado a um câmbio automático de seis marchas (a exceção são as de entrada, 1.0 e LT 1.0, ambas aspiradas e com câmbio manual). E, claro, isso não faz dele um esportivo no sentido performático da palavra, mas é suficiente para que seja um carrinho bem esperto e gostoso de dirigir.

O Onix é um compacto muito equilibrado, não somente em seu acabamento, simples mas caprichado, e no comportamento dinâmico – pois é estável, preciso e, ao mesmo tempo, bem confortável –, mas principalmente em uma combinação mais difícil de se conseguir: bom desempenho com pouco consumo. Rodando quase que o tempo todo na cidade, minha média com gasolina, segundo o computador de bordo, ficou sempre próxima aos bons 12 km/litro.

Faz um tempinho, postei aqui no blog um test-drive bem completo com o modelo 2023 do Onix RS. Como, foram alguns poucos detalhes – como a projeção da tela do smartfone na multimídia sem o uso de cabo e o acionamento automático dos faróis – não houve mudanças significativas na versão, convido você a ler aquele texto, disponível aqui: https://www.rebimboca.com.br/single-post/test-drive-com-o-chevrolet-onix-rs-2023. No exemplar que eu testei, agora, não havia a pra mim fundamental câmera de ré, que segundo o técnico da concessionária, já voltou a ser item de série no RS. Tomara.

Afinal, o Chevrolet Onix RS é uma boa compra?

O RS custa hoje R$ 113.640*. Cerca de R$ 2 mil a mais que a versão LTZ e R$ 4 mil a menos que a topo de linha, a mais bem equipada Premier. Se eu fosse comprar um Chevrolet Onix, seria a minha escolha, exatamente pelo tem de diferente, o tal visual esportivo. Retoques muito bem-feitos e que quebram um pouco da seriedade, o jeitinho de bom moço que esse modelo tem, com seu desenho algo conservador. Fica bacaninha, sem exageros ou papagaiadas. Acho totalmente válido.

Lista de desejos para o Onix RS

Mas, é claro, eu curtiria mais se ele oferecesse mais alguns diferenciais, quem sabe, a possibilidade de trocas manuais de marchas por borboletas no volante (elas são possíveis por um botão de ergonomia estranha, na alavanca de câmbio), ou, pelo menos, um botãozinho “sport”, que esticasse as marchas, mantendo o motor em giros mais altos.

Ou, num rompante de mais ousadia, o mesmo motor 1.2, com perto de 130 cv de potência e 20 kgfm de torque que a Chevrolet coloca na Montana e em versões da Tracker… Coisas que, claro, encareceriam a versão e que não fazem mesmo parte da proposta da montadora para ela, mas que poderiam aproximar essa sigla RS de um significado mais real, algo como Real Sport.

(*) preços do site de uma concessionária da marca.

Fotos de Henrique Koifman

Fonte: Rebimboca Comunicação

Henrique Koifman

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *