25 de maio de 2024
Turismo

Eslovênia, Croácia e Montenegro

Viajar para a Croácia virou moda! Nesse artigo contamos com a colaboração de nossa amiga Mônica Neuding, que acabou de chegar de uma viagem fantástica de Montenegro e Croácia.
São países às margens do mar Adriático, que faziam parte da antiga Iugoslávia, dividida depois da guerra que durou de 1991 à 1995, em 6 países: Croácia, Bósnia e Herzegovina, Macedônia, Montenegro, Eslovênia e Sérvia. Apesar de tudo o que aconteceu, o croata não perdeu seu senso de humor e sua alegria contagiante.

Mapa Croácia
Foto Wikipedia

Nossa primeira parada foi em Liubliana, a maior cidade da Eslovênia, com cerca de 272.220 habitantes, cidade antiga e toda construída dentro do castelo de Deocleciano, Imperador Romano do Século III.

Foto Yeda Saigh

O Rio Liublianica divide o centro da cidade em dois: de um lado, a parte antiga e o acesso ao castelo, do outro a parte comercial e política da cidade. No centro, a praça do poeta nacional France Prešeren (1800-1849) onde se encontra a igreja principal, dedicada à Ordem Franciscana. São poucos os resquícios do passado comunista na cidade, apesar da independência recente, obtida no começo da década de 1990.
Liubliana tem um grande número de museus e teatros, maior até mesmo que a média europeia. Mas é do lado de fora que você irá se divertir mais, apreciando as belas paisagens que se podem ver do alto das colinas ao redor da cidade, as belas cores de suas ruas e provando a deliciosa gastronomia que os restaurantes de alta qualidade oferecem.

Igreja de São Francisco de Assis e Vista de Liubliana
Fotos Yeda Saigh

Visitamos o castelo medieval de Liubliana, localizado no topo da colina no centro da cidade de onde se tem um panorama completo da cidade. Fomos à catedral, construída entre 1701 e 1706. A igreja é reconhecida por sua cúpula e dois campanários. Suas fachadas são decoradas com nichos dos séculos XIX e XX.

Castelo de Liubliana
Foto Yeda Saigh
Catedral de Liubliana
Foto Yeda Saigh

Hotel
Best Western Premier Hotel Slon ****
Localizado no centro de Liubliana, o Best Western Premier Hotel Slon oferece quartos bem iluminados e coloridos, uma área de spa, um restaurante elegante e uma confeitaria. Um farto buffet de café da manhã com café expresso italiano é servido em uma elegante sala de refeições.
Slovenska Cesta 34, 1000 Liubliana
0800-761-0882
Restaurantes
Gostilna Na Gradu
Sofisticado na aparência e no serviço tem uma sala de jantar bem original e menus premiados na preparação de especialidades da gastronomia diversificada da Eslovênia.
Grajska Planota 1, 1000 Liubliana
T: +386 205 19 30 8
M: +386 31 301 777
Ribca
Com vista para a praça principal este bistrô tem uma grande variedade de peixes grelhados.
Adamič-Lundrovo nabrežje 1, 1000 Liubliana, Eslovênia
+386 1 425 15 44
Depois seguimos rumo à Split, situada na costa da Dalmácia (região que abrange territórios da Croácia, Bósnia e Herzegovina e Montenegro na costa do Mar Adriático, entre a ilha de Pag e a Baía de Kotor), numa pequena península na margem oriental do Mar Adriático.
No centro, as ruas são de paralelepípedos com lojas e bares, tendo como atrativo especial a majestosa catedral St. Dominus, um dos marcos da cidade, onde era o Palácio do Imperador Deocleciano do século VIII, depois convertido na catedral. A torre do sino tem 60 metros de altura e pode ser visitada mostrando uma bela vista de Split.
Faz parte do  Patrimônio Histórico da UNESCO.

Catedral de São Domnio
Foto Yeda Saigh

A cidade de Split com quase 200 mil habitantes marca o início de um grande passeio na costa da Dalmácia com algumas das 1.185 ilhas espalhadas pela costa croata. Passear a noite no centro antigo é muito agradável.

Split
Foto Yeda Saigh

Hotel
Radisson Blu Resort ****
Está situado em Split, a poucos metros da praia e a 2,5 km do Palácio de Diocleciano. O luxuoso Spa oferece várias comodidades, tais como saunas, solário, massagens e banhos turcos. O Resort também oferece uma piscina coberta.
Put Trstenika 19, 21000
+385 21 303 030
Restaurantes
Konoba Trattoria
Localizado perto do famoso relógio de sol ao lado da praça principal em Split. Cozinha mediterrânea, peixes e frutos do mar.
Tomica Stine 3
+385 21 355 152
F de Mar
O restaurante é ótimo e possui uma boa carta de vinhos, além de um menu variado: aperitivos, sopas, queijos, saladas, massas, risotos, carnes e frutos do mar.
Obala Kneza Branimira 14a Zapadna Obala, Split 21000
+385 98 178 5414
Leonis
Excelente restaurante para se comer peixe.
Vinogradska ulica 35, 21000, Split
+385 21 510 100
Tinel Tratoria
Almoço muito bom. Risotos de frutos do mar e massas, super agradável.
Tomica Stine 1, Split 21000
+385 95 829 2005
Passear em Trogir, cidade histórica do porto perto de Split, e o Parque Nacional Krka (Sibenik), um verdadeiro oásis croata, lindo, vale muito a pena conhecer!

Parque Nacional de Krka
Foto www.taxi-zadar.com.hr/tours-national-park-krka/

Depois seguimos para Zagreb de carro, capital da Croácia, que teve o início da sua história na época dos romanos. Paramos no meio do caminho para conhecer Plitvice Lakes, região dos 16 lagos, muito lindo!

Plitvice Lakes
Foto: www.dsphotographic.com

Hoje Zagreb é uma cidade dinâmica, bem maior, que combina o melhor da Europa do Leste e do Oeste, rica em história através dos seus monumentos datados do século XI: a Catedral com uma arquitetura gótica, sendo o edifício mais alto da Croácia, suas torres podem ser vistas de vários locais da cidade, e o Old City Hall, complexo de três edifícios do século XV.

Zagreb
Foto www.eccomas-multibody.fsb.hr
Old City Hall
Foto www.en.wikipedia.org

Também visitamos um museu super diferente dedicado aos relacionamentos desfeitos: The Museum of Broken Relationships, onde qualquer peça pode ser a testemunha de uma relação que aconteceu, teve seu auge mas chegou ao fim.
Curiosidade
Vocês sabiam que a tradicional gravata nasceu na Croácia? Em 1635, um grupo de seis mil soldados e cavaleiros croatas chegaram a Paris manifestando seu apoio a Luis XIII e Richelieu. Eles despertaram a atenção pelo uniforme tradicional que usavam e principalmente pelo curioso xale amarrado de uma maneira muito exclusiva ao redor dos seus pescoços. A elegante moda croata imediatamente conquistou a França.

Loja das Gravatas em Zagreb
Foto Flavia Salles

O que realmente marcou o uso da gravata em grande escala foi a Guerra dos 30 anos, que arrasou a Europa durante o século XVII. O exército francês era formado quase todo por mercenários, que tinham como parte da sua veste, um tipo de lenço no pescoço. Napoleão Bonaparte copiou e todos hoje pensam que a origem é francesa… O rei da Inglaterra quando saiu do exílio na França, levou ao seu país a nova moda. Foi quando o uso da gravata invadiu a Europa.
Hotéis
Hotel Sheraton *****
Uma opção moderna e tradicional, situado no coração de Zagreb, o hotel está a 500 mts. da principal estação de trem e da praça principal. Tem piscina coberta aquecida e academia no clube de saúde e bem-estar.
Esplanade Zagreb *****
Um mergulho no início dos anos 90, muito luxuoso. Situado no centro de Zagreb, é um hotel famoso construído para receber os hóspedes do trem Oriental Express que parava em Zagreb. Tem vários restaurantes: Zinfandel’s com pratos mediterrâneos de estilo californiano, O Esplanade 1925 perfeito para coquetéis e refeições leves e o Le Bistrô que serve uma cozinha regional autêntica. Não deixe de ir no Terraço Oleander, onde são servidos deliciosos pratos de comida latino-americana.
O Hotel fica perto de todas os pontos interessantes da cidade, é uma delícia passear a pé pelas redondezas, conhecer o centro histórico e almoçar em um dos muitos cafés espalhados pelas ruas: todos vivem cheios. Jantamos em dois restaurantes muito gostosos: Gallo e Carpaccio.
Restaurantes
Gallo
Várias opções de peixes, mariscos e frutos do mar. Bons vinhos.
Ulica Andrije Hebranga 34, 10000, Zagreb
+385 1 4814 014
Carpaccio
Comida ótima, peixes e frutos do mar.
Ulica Nikole Tesle 14, 10000, Zagreb
+385 1 4822 331
Fomos conhecer um castelo em Trakoscan, perto de Zagreb e depois Verazdin, antiga capital da Croácia. Almoçamos no restaurante Verglec, comida típica daquela região.
Chegamos em Dubrovnik, hoje o maior orgulho da Croácia e uma das mais belas cidades do Mediterrâneo, ponto de passagem de vários cruzeiros marítimos a caminho da Grécia e Turquia. Uma caminhada pela cidade murada é sempre uma descoberta de palácios, igrejas e vistas de tirar o fôlego, onde a grande parte dos principais e maiores edifícios da cidade foram castelos.

Dubrovnik
Foto Yeda Saigh

Dubrovnik se tornou um conhecido polo comercial a partir do século XIII e foi preservada graças as suas muralhas, que resistiram ao terremoto de 1667.
A cidade conta com uma excelente infra estrutura hoteleira além de restaurantes, cafés e boutiques. Patrimônio Mundial da UNESCO, é conhecida como “A pérola do Adriático”.

Dubrovnik
Foto Yeda Saigh

Fizemos uma tour pela cidade com ruelas estreitas e uma grande praça no meio. Visitamos museus e passeamos pela cidade antiga, que é toda cercada por uma fortaleza. Fomos ver danças folclóricas, muito bonitas de cada região do país.
Alugar barco e passear pelas ilhas em volta, também é uma ótima pedida.
Hotéis
Grand Villa Argentina *****
Oferece um restaurante à la carte com terraço com vista panorâmica do mar O acesso Wi-Fi gratuito está disponível. Combinando o antigo e o novo, a propriedade dispõe de uma vila histórica e um edifício moderno rodeado por jardins com vegetação mediterrânea.
Frana Supila 14, Ploce, 20000 Dubrovnik
Excelsior *****
Localizado a apenas cinco minutos a pé do centro histórico de Dubrovnik, ao lado da cidade antiga que é deslumbrante, acima das expectativas, este hotel de frente para o mar é um ponto especial da cidade. Oferece um spa de luxo de 850 m², praia privativa e quatro restaurantes.
Ulica Frana Supila 12, 20000, Dubrovnik
+385 20 430 830
Villa Dubrovnik *****
apenas 15 minutos do centro histórico de Dubrovnik, oferece praia privativa, dois restaurantes e um spa elegante. Dispõe de transporte gratuito de barco para o Centro Histórico durante a temporada de verão, dois restaurantes com vista do mar, um belo lounge com móveis de jardim e uma biblioteca.
Ulica Vlaha Bukovca 6 – Dubrovnik
+385 20 500 300
Restaurantes
Klarisa
Localizado no coração da cidade velha de Dubrovnik, comida típica deliciosa.
Poljna Paska Miličevića 4, 20000
+385 (0) 20/413 100
Posat
Muito bom, o forte em peixes e frutos do mar.
Uz Posat 1, Dubrovnik 20 000
020 421 194
Proto
Excelente restaurante, dentro das muralhas de Dubrovnik.
Siroka 1, Dubrovnik
+385 (0)20 32 32 34
Konavoski Dvori
Um lugar perfeito para passar o dia e comer uma comida deliciosa: ambiente tranquilo não deixe de pedir o excelente presunto, queijo mantido em petróleo, pão caseiro, truta grelhada e outras especialidades.
Juta-Gruda, Ljuta
+385 (0)20 79 10 39S
Fomos de carro de Dubrovnik para Hvar. A viagem é longa, mais ou menos cinco horas e tem que pegar um Ferry Boat. A cidade é lindinha, super animada,gente jovem e bonita. Visitar a Fortaleza acima da cidade, dá para ir a pé, não se anda de carro, só a pé ou de bicicleta: todo mundo aluga bicicletas.
Há vários restaurantes pela cidade, recomendo dois ótimos para jantar: Divino e Gariful.
Alugar um barco e passear pelas ilhas próximas: Zarace, Sveta Nedja e Palmizana, onde almoçamos no restaurante Zori, muito bom.
Medyogore
No dia seguinte fomos a Medyogore, uma hora de viagem de Liubliana. Foi lá que houve a aparição de Nossa Senhora e este é o único ponto alto da cidade, pois ela foi reconstruída pós Guerra. É uma pequena região, composta por cinco vilas onde ocorrem as mais recentes aparições da Santíssima Virgem Maria.
Em 24 de Junho de 1981, teria ocorrido a sua primeira aparição, trazendo consigo pedidos de paz, perdão e reconciliação. Dizem que, quando os videntes perguntaram a Nossa Senhora o porquê dela ter escolhido esta região dos Balcãs, ela, a Rainha da Paz, respondeu: Porque são firmes na fé, fiéis a Deus e porque rezam.

Santuário de Nossa Senhora de Međugorje
Foto Yeda Saigh

No tempo da guerra, tudo ao redor de Medjugorje foi bombardeado e destruído, e só uma bomba teria caído lá que não foi detonada.

Hotéis
Quercus ****
Localizado a apenas 600 m da Igreja de St. James e da Colina das Aparições, o Medjugorje Hotel & Spa oferece quartos elegantes, com Wifi e estacionamento gratuitos.
Herceg Etno Selo ****
Oferece acomodações em casas de pedra tradicionais, a três km. do ponto de peregrinação de Medjugorje. A propriedade oferece várias lojas, um restaurante, uma quadra de tênis e uma fazenda de animais.
Gospodarska zona Tromeda b. b.
Međugorje, Bósnia e Herzegovina
+387 36 653-400
Kotor
No dia seguinte fomos para Kotor, cidade de 2000 anos, localizada dentro de uma Fortaleza e às margens do mar Adriático, é super agradável andar sem rumo por suas ruelas estreitas e descobrir lojas diferentes. Os carros não circulam dentro da cidade e a arquitetura medieval é muito bem preservada.
Pelas ruas da cidade há muitos prédios antigos, palácios, fortificações e igrejas. São 14 igrejas e monastérios, alguns apenas marcados por ruínas; nove palácios e três portões de entrada. Não deixe de ir no Monte St. Ivan, onde se tem no topo da muralha uma vista deslumbrante da Baía de Kotor.
Na Idade Média, Kotor foi um importante porto na costa de Montenegro. Com isso, o comércio e a arte tiveram grande impulso na região e, esse reconhecimento histórico e cultural fez com que a UNESCO classificasse Kotor como Patrimônio da Humanidade.
Visitamos a Catedral de St. Tryphon que foi originalmente construída no século XII e reconstruída depois de seriamente danificada com o terremoto de 1667. Não havendo fundos suficientes para a sua reconstrução completa as duas torres são muito diferentes.

Catedral de St. Tryphon
Foto Yeda Saigh

Almoçar ou jantar num dos muitos restaurantes da cidade antiga, sentar para tomar um café, degustar uma bela taça de vinho, provar o famoso presunto cru montenegrino, é um delicioso programa. Visitamos também Perast, uma cidade do século XV.

Baía de Kotor
Fotos Yeda Saigh

Hotel
Vardar ****
Junto aos monumentos históricos da Praça Principal no centro histórico de Kotor, com um centro de lazer que inclui uma pequena área de academia, sauna e banho turco; acesso gratuito à internet, TV via satélite.
Restaurante
Galion
Além de uma vista muito bonita, uma deliciosa refeição de peixe e um copo de bom vinho de, o Restaurante Galion faz parte do Hotel Vardar na pitoresca e histórica cidade de Kotor.
Suranj bb, Kotor 85330, Montenegro
+382 32 325 054
Sveti Stephan
De lá seguimos para Sveti Stephan, uma ilha que foi toda ocupada pelo maravilhoso hotel da cadeia Aman. O hotel teve o cuidado de preservar todas as antigas casas deixando-as em condições bastante confortáveis. Não há outra maneira de entrar no hotel a não ser atravessando o istmo que liga a ilha ao continente.

Sveti Stephan
Fotos Yeda Saigh

Passear em Budva, cidade próxima com vários cassinos: o mais interessante é a Old Town (cidade murada antiga), jantamos no restaurante Demiziana, muito bom.
A ilha tem quatro igrejas que pertencem ao Monastério Praskvica. Quando Montenegro fazia parte do Reino da Iugoslávia, uma das igrejas chegou a funcionar como um cassino. Montenegro é um país pequeno, mas possui  cenários fascinantes. Tem montanhas, um mar lindo, cidades medievais e muradas incríveis.
Hotel
Aman Sveti Stefan
O hotel tem três “praias” (todas são de pedra). O almoço no restaurante Il Barreto, na praia é super simpático, comida bem gostosa e o jantar no restaurante Izvor é super simples, comida ótima.
A vista para o mar é deslumbrante ao longo do trecho mais famoso do litoral. A ilha tem 12.400 m2, e enquanto seu exterior histórico permanece praticamente inalterado, o interior foi todo restaurado.
Sveti Stefan 85315 – Montenegro
(382) 33 420 000
(382) 33 420 222

Aman Sveti Stefan
Foto www.amanresorts.com

Il Barreto
Na praia do hotel Aman Sveti Stefan, super simpático, comida bem gostosa, bar e três locais de refeições.
Sveti Stefan, Budva, Montenegro
Izvor
Super simples, comida ótima.
Smokovac Bb, Podgorica, 38

Aman Sveti Stefan
Foto www.amanresorts.com
Aman Sveti Stefan
Foto Mônica Neuding

A comida da Croácia é muito boa, lembra muito a da Itália e os vinhos também são muito gostosos.
Em todos os lugares contratamos guias, o que é fundamental para conhecermos melhor a história dos países e os lugares que devemos visitar.
Antes de terminar um pensamento de Slavoj Zizek, romancista e escritor esloveno:
Um homem só é rei porque os seus súbditos se comportam perante ele como um rei.
Boa Viagem!
Colaboradoras:
Flavia Salles
Julieta Abreu
Mônica Neuding

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *