22 de julho de 2024
Claudio Humberto Colunistas

1º de Maio ‘flopado’ teve incentivo fiscal e pode render improbidade de Lula

O ato de 1º de Maio, montado para Lula brilhar, foi um constrangedor fracasso de público.

Além de usar a Lei Rouanet para despejar R$250 mil no ato sem povo de Lula (PT) no 1º de Maio, a Faculdade São Leopoldo Mandic é bem conhecida nos guichês de distribuição de benesses às custas do pagador de impostos, desde o primeiro mandato de Dilma, a exemplo de incentivos fiscais. Sem contar que a presepada pode render a Lula multa de até R$25 mil e também, segundo Alexandre Rollo, especialista em Direito Eleitoral, processo por crime de improbidade administrativa, em razão de o evento “ser de alguma forma patrocinado pelo Poder Público”.
Batom no cuecão

O Portal da Transparência entrega a faculdade financiadora do comício em que Lula pediu votos para o extremista Guilherme Boulos (Psol).
R$7 mil na entrada

Já 2014, na era Dilma, a empresa fechou o primeiro contrato, no valor R$7,3 mil, ainda mirrado, dinheiro extraído da Petrobras.
Ainda ontem

O último pagamento à faculdade é de 16 de abril último, de um contrato de R$62,5 mil para “aperfeiçoamento e especialização profissional”.
Bolada alta

A faculdade ainda levou R$932,9 mil em renúncia fiscal: R$550 mil em projeto cultural e R$382 mil via Programa de Alimentação do Trabalhador

Fonte: Diário do Poder

Claudio Humberto

Cláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

Cláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *