7 de julho de 2022
Carlos Eduardo Leão Colunistas

50 tons de preto

A coisa tá tão preta que há espaço para além dos seus 50 tons.

Meu caro Chico, me perdoe, por favor se eu não lhe faço uma visita aí em Paris. Mas como agora apareceu um tempinho mando-lhe as últimas notícias nesse texto.

Aqui na terra, tão jogando futebol e o nosso Fluminense continua o mesmo. Saiu Abel e entrou Diniz no comando. Algo parecido com “saiu Alcolumbre e entrou Pacheco”. Engana por um tempo, mas é “mais do mesmo”. Pra resumir, farinha do mesmo saco!

Voltou a ter samba. Extemporâneo, mas voltou. Sempre com aquela tendência escrachada que tanto agrada àquela sua turminha caviar. Uns dias chove, noutros dias bate sol, mas o que eu quero lhe dizer é que a coisa aqui tá preta. Tão preta que já conhecemos os seus 50 tons.

Como sempre, muita mutreta pra levar a situação que a gente vai levando de teimoso e de pirraça. Nosso povo é phoda!

Imagine você: Três Poderes e um 2 x 1 conspiratório, tentando mudar a máxima para “quando 2 querem, 1 briga”. O PR do Senado concluiu que Bolsonaro preocupa-se em demasia com a lisura das eleições brasileiras e que devemos deixá-las com o insuspeito TSE, acima do bem e do mal e dono de tecnologias impenetráveis e invioláveis, muito acima da NASA, CIA e assemelhadas.

Meu caro amigo, eu não pretendo provocar nem atiçar sua saudade daquele ladrão. Mas não posso me furtar a lhe contar as novidades das estatísticas eleitorais. Seu ídolo e guru, firme na ponta. Imbatível! Se algo lhe impedir de subir aquela rampa, Ciro derrotará Bolsonaro no 2º turno e o cangaço ocupará o Planalto. Já vislumbro aquele trator derrubando “As Iaras” de Ceschiatti, “O Meteoro” e “Os Candangos” de Bruno Giorgi, para darem lugar a estátuas de Lampião e Che.

É pirueta pra cavar o ganha-pão que a gente vai cavando só de birra, só de sarro, que a gente vai fumando e também sem um cigarro já que os isqueiros são a gás e o preço dos combustíveis na estratosfera. De nada tem adiantado o PR e Guedes provarem por A + B que baixar os preços em detrimento de parte dos extraordinários lucros da ressurreta Petrobras, é algo momentâneo, até que a crise passe, já que ninguém segura esse rojão.

Meu caro amigo, eu até quis telefonar. Você acredita que aquela Super Casa suspendeu o decreto do PR que visava baixar o IPI e dar oxigênio à economia? Tudo por causa da ZF de Manaus que não quer concorrentes. Não é incrível?

Eu ando aflito pra fazer você ficar a par de tudo que se passa. Tenho medo de incomodar. Não é nem pela tarifa que não tem graça, mas celular é uma praga. Vamos que eu te encontre no Chez Andrès, ali na Marbeuf, comendo escargot e Don Perignon na companhia de Márcia Tiburi? Mesmo a conta sendo paga por Don Rouanet, é sempre chata essa interrupção. Pensei em ligar mais à noitinha. E o receio de lhe encontrar no La Avenue, da Av. Montaigne, na companhia de FHC?

Mas tudo bem! A gente vai engolindo cada sapo no caminho, mas vai se amando em que pese nenhum carinho por parte de gente oportunista, egoísta, que se lixa pro povo, e só pensa no seu bem estar e dos mentores do socialismo torpe.

A Gleisi manda um beijo para os seus.

Não tenho certeza, mas se o PR fosse lhe mandar um recado diria que a coisa aqui tá preta mas tem macho pra segurar o rojão.

E que vai segurar, querendo ou não você ou quem pensa igual a você.

Cirurgião Plástico em BH e Cronista do Blog do Leão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.